26/07/2010 12:00 am

XIV ASSEMBLÉIA REGIONAL DA CPT NE II

XIV ASSEMBLÉIA REGIONAL DA CPT NE II

 

A Assembléia aconteceu de 12 a 15 de Julho,  com o tema “Rosto, ação e missão da CPT NE, no século 21, depois do 3º Congresso”, e com a firme esperança que “chegue o tempo em que serão destruídos os que destroem a terra” (Apoc. 11,18).
Leia a carta da Assembléia.

 

A  XIV Assembléia da CPT Nordeste 2 aprovou  Carta Final, que foi elaborada a partir dos debates e propostas dos cerca de 98 participantes entre camponeses, camponesas e agentes pastorais.

A Assembléia aconteceu de 12 a 15 de Julho,  com o tema “Rosto, ação e missão da CPT NE, no século 21, depois do 3º Congresso”, e com a firme esperança que “chegue o tempo em que serão destruídos os que destroem a terra” (Apoc. 11,18).
Leia a carta da Assembléia.

CARTA DA XIV ASSEMBLEIA REGIONAL DA CPT NORDESTE

 

“Ouça os clamores da Terra

Dos seus povos a aflição

Vamos nós, a CPT

Fazendo a nossa missão

Bendito seja o Cristo

O Deus Pai da salvação”

João Muniz – Paraíba

 

 

No espaço do Santuário de Padre Ibiapina, em Santa Fé, Arara – PB, estamos realizando mais uma Assembleia da Comissão Pastoral da Terra.

Somos trabalhadores, trabalhadoras e agentes pastorais reunidos nesta Terra Santa, vindos dos quatro estados do nosso Regional – Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte – para celebrar a caminhada, analisar os desafios da realidade que vivemos hoje e para definir novas ações a serem concretizadas nos próximos anos.

Inspirados e inspiradas pela vida missionária deste apóstolo dos Pobres dos sertões nordestinos, reafirmamos o compromisso de manter viva a MEMÓRIA das Lutas e Resistência do Povo do campo, das muitas conquistas sofridas, e por isso mais gratificantes, e lembrar tantas vidas doadas de quem morreu no caminho como Mártires da Terra.

Constatamos com preocupação que o atual MODELO capitalista  que predomina no mundo e no nosso país, é capaz de superar qualquer crise, de se reorganizar permanentemente e de penetrar com força nos nossos territórios e regiões, devastando a natureza, sacrificando vidas e deixando para trás populações inteiras. Este modelo é concretizado no avanço das grandes empresas do agronegócio,  nas grandes obras   de infra-estrutura, nos monocultivos da agro-indústria, na transposição do rio São Francisco e na busca frenética das empresas de mineração que, com o apoio do capital financeiro e recursos públicos, disputam e invadem as terras provocando estragos e ceifando vidas. Estamos indignados e indignadas com esse tipo de Progresso Econômico e afirmamos nossa decisão de enfrentá-lo com nossa LUTA PELA TERRA e pela REFORMA AGRÁRIA para reconstruir e fortalecer nossos territórios; queremos fortalecer nossa “aliança” com as COMUNIDADES do campo que resistem com suas tradições culturais e práticas agroecológicas e que cuidam da MÃE TERRA, para que ela continue gerando vida e ser espaço de felicidade e de Bem Viver para os povos do campo.

Firmes como as “Baraúnas das Araras” (Arara – PB) e na fidelidade ao Deus dos Pobres e aos Pobres da Terra e a fidelidade a terra que é Mãe de todos nós, fazemos a todos e a todas que nos acompanham o apelo a aderir, no próximo mês de setembro, ao Plebiscito pelo Limite da Propriedade da Terra, como novo instrumento para garantir a Soberania Territorial e Alimentar em nosso país.

Temos paciência histórica porque sabemos que “a força dos fracos é o tempo lento”, mas temos a certeza que o nosso horizonte de “um novo Céu e uma nova Terra” está sendo construído neste tempo pelas experiências de Luta e de Vida dos Pobres. 

 

“Chegue o tempo em que serão destruídos os que destroem a Terra”

(Bíblia, apocalipse 11, 18)

Os participantes da XIV Assembleia Regional da CPT Nordeste

Santa Fé, Arara – PB

15 de julho de 2010VV

 

FONTE: http://www.cptnacional.org.br/index.php/noticias/12-conflitos/329-xiv-assembleia-regional-da-cpt-ne-ii

 

 

 

 

 

 

Os participantes da XIV Assembleia Regional da CPT Nordeste

Santa Fé, Arara – PB

15 de julho de 2010

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br