16/03/2011 12:00 am

VICE-GOVERNADOR PARTICIPA DA APRESENTAÇÃO DO NORTE COMPETITIVO

VICE-GOVERNADOR PARTICIPA DA APRESENTAÇÃO DO NORTE COMPETITIVO

O vice-governador Washington Luiz Oliveira participou, na manhã desta terça-feira (15), na sede da Confederação Nacional de Indústria, em Brasília, da apresentação do Projeto Norte Competitivo, promovida pela Ação Pró-Amazônia, formada pelas Federações de Indústrias dos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

“Este é um evento de grande importância, pois necessitamos buscar formas não só de implementar o desenvolvimento da Região Norte, mas também encontrar maneiras de dar vazão a produção do local, reduzindo as dificuldades de deslocamento e aumentando o fluxo de negócio na região”, disse o vice-governador Washington Luiz.

Além do vice-governador Washington Luiz, que representou a governadora Roseana Sarney, participaram do evento os governadores dos estados que fazem parte da Amazônia legal, deputados e senadores, além dos ministros dos Transportes; Planejamento, Orçamento e Gestão; Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; Minas e Energia; Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e representantes da Secretaria dos Portos.

Da comitiva do Maranhão fizeram parte os secretários de Cidades (Pedro Fernandes), da Representação especial em Brasília (Chiquinho (Escórcio) e da Secretaria de Indústria e Comércio (Maurício Macedo), além do Senador João Alberto e os deputados federais Carlos Brandão, Edvaldo Holanda Filho, Gastão Vieira, Lourival Mendes, Luciano Moreira, Pedro Fernandes e Ribamar Alves.

Projeto

Realizado em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o estudo contém um diagnóstico detalhado sobre todos os problemas que envolvem os modais de transportes – ferrovias, hidrovias, rodovias, dutovias, portos e aeroportos.

O Projeto Norte Competitivo descreve ainda as obras que, na visão da indústria, são necessárias para facilitar o transporte de cargas na região, reduzindo os custos de escoamento da produção e aumentando a competitividade dos nove estados que compõem a Amazônia Legal.

Para os nove eixos de integração elencados pelo estudo, seria necessário um investimento de R$ 14,1 bilhões. No Maranhão, seriam privilegiadas a ampliação da Estrada de Ferro Carajás, Ferrovia Norte-Sul e BR-135.  Se as demandas do Maranhão forem colocadas em prática, o estado estará dando um passo decisivo para o desenvolvimento industrial.

“O Maranhão sempre foi um estado privilegiado geograficamente, com proximidade dos mercados europeus, norte-americano e asiático, além de ter um porto formidável. Agora, definitivamente, estamos entrando na rota do desenvolvimento industrial e o projeto Norte Competitivo é uma contribuição da indústria para com o poder público, que disporá de uma ferramenta valiosa no sentido de incentivar a produção das indústrias da Amazônia Legal”, explicou Edilson Baldez presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) e coordenador da Ação Pró-Amazônia.

Ação

A Ação Pró-Amazônia é uma associação que reúne as nove Federações das Indústrias dos Estados da Amazônia Legal, com sede em Brasília, na Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A Ação coordena o Projeto Norte Competitivo, idealizado para melhorar a infraestrutura logística da região. O presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves, é o coordenador da Ação Pró-Amazônia e seu mandato tem vigência no biênio 2011/2012.

 

FONTE: http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=14903

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br