20/12/2010 12:00 am

VENEZUELA: PARA VICE, REVOLUÇÃO SOCIALISTA É AUTÊNTICA DEMOCRACIA

VENEZUELA: PARA VICE, REVOLUÇÃO SOCIALISTA É AUTÊNTICA DEMOCRACIA

Em entrevista concedida à BBC Brasil, o vice-presidente da Venezuela Elias Jaua afirmou que “uma revolução socialista é a autêntica democracia e nela os meios de produção têm de ser coletivizados, assim como o exercício da política não pode ser controlado por uma só pessoa, deve ser de todos”. A declaração foi dada após Jaua ter sido questionado sobre se a revolução bolivariana entrava em fase de radicalização após aprovação da Lei Habilitante nesta sexta-feira (17). 

Concordando com a colocação, Jaua disse que “radicalizar significa restituir o poder ao povo, tanto no plano econômico como no social. Significa colocar na prática o poder popular, que deve exigir do Estado maior eficiência para combater as causas da desigualdade social”.

Segundo ele, a Assembleia Nacional “decidiu conceder a Lei Habilitante ao presidente da República devido à situação de emergência que estamos enfrentando. Mais de 40% do país foi afetado e a oposição tenta minimizar este fato e capitalizar a situação a seu favor”. E foi além: “Os deputados que estarão na Assembleia até a meia-noite do dia 4 de janeiro têm o direito legal de conceder a habilitante ao presidente e o presidente tem o direito de solicitá-la. Isso está previsto na Constituição”. 

Com relação às ações no campo econômico que a aprovação da nova lei possibilita, Jaua disse: “não temos nenhuma intenção de estatizar toda a economia, como nos acusa a oposição. Defendemos um modelo econômico misto, no qual os recursos estratégicos, como petróleo, telecomunicações, siderúrgica, eletricidade, alimentação, água, bancos, devem ter o controle do Estado. O restante deve estar sob controle privado. Não queremos e não podemos assumir o controle de toda a economia”.

Sobre o papel da oposição na Assembleia Nacional, explicou: “há uma parte da população que se opõe ao projeto da revolução bolivariana e deve ter uma representação na Assembleia Nacional. É bom que a tenha. É bom que usem esse espaço para o debate e que defendam ali seus projetos de privatização do país. Nós já tivemos a esses parlamentares ali e não precisamente apresentaram um debate de ideias. Queimaram as leis. Chegaram a levar porcos em uma sessão na Assembleia. Tomara que venham de verdade defender o projeto neoliberal que eles acreditam e nós responderemos, a partir de uma visão socialista, o projeto de país que queremos”.

Com agências

 

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=144038&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br