22/11/2010 12:00 am

VENEZUELA E BELARUS FORTALECEM PARCERIA ESTRATÉGICA

VENEZUELA E BELARUS FORTALECEM PARCERIA ESTRATÉGICA

A visita de uma delegação da Belarus a Caracas durante a semana passada foi um importante acontecimento para a Venezuela. Foram assinados 17 novos acordos nas áreas agrícola, alimentar, da indústria de base, mineração e habitação.

Os convênios resultam de uma semana de intensos trabalhos durante os quais foram realizados estudos e complementam os documentos assinados pelos presidentes Hugo Chávez e Alexander Lukashenko em Minsk há pouco mais de um mês.

A comissão belarrussa foi constituída pelos ministros da Indústria, Alexander Radevich; da Arquitectura, Silezniov Mijail Reisiy; e da Alimentação, Sirguey Gurulev, assim como o conselheiro da embaixada na Venezuela, Antony Kovkov.

Os anfitriões foram os titulares Juan Loyo, da Agricultura e Terras; Carlos Mata, da Defesa; Ricardo Menéndez, de Ciência, Tecnologia e Indústrias Intermediárias; José Khan, de Indústrias Básicas e Mineração; Carlos Osório, da Alimentação; e Ricardo Molina, da Habitação.

Destacam-se entre os compromissos agrícolas, um memorando de entendimento para o desenvolvimento da rede produtiva florestal, contratos de fornecimento de maquinaria e quatro atas destinadas a impulsionar comunas agro-industriais nos estados de Miranda, Barinas, Aragua, Carabobo e Zulia.

Em relação à indústria, Caracas e Minsk acordaram a transferência tecnológica para a produção de malhas na Siderúrgica do Orinoco e potenciar o setor de alumínio.

Quanto à alimentação, o país sul-americano comprará da Belarus 16 mil toneladas de leite em pó e receberá apoio para fortalecer sua capacidade de armazenamento.

Foram impulsionados também acordos voltados para construir no estado de Aragua cinco mil casas nos marcos de projetos de urbanização.

A estatal Petróleos de Venezuela Socialista (PDVSA) assinou um memorando de entendimento com a organização belarrussa Belgazstroy para formar uma empresa de capital misto que se encarregará de gaseificar todo o território nacional.

O acordo inclui a transferência de tecnologia, pessoal técnico especializado, assim como a construção de usinas e gasodutos para a consolidação deste projeto, ponta de lança da revolução gasífera socialista.

Os acordos representam benefícios diretos para a Venezuela, que por sua vez, fornece petróleo à ex-república soviética.

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou que com a assinatura de novos documentos a Venezuela obtém independência econômica e solidifica a soberania política.

Por sua parte, o titular belarrusso da Agricultura e Alimentação, Mijail Rusiy, enfatizou que entre as duas nações foram estabelecidas relações estratégicas amistosas voltadas para o desenvolvimento mútuo.

Tanto a Venezuela como a Belarus possuem muito potencial que podem começar a desenvolver juntas, precisou.

Fonte: Prensa Latina

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=141979&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br