28/09/2010 12:00 am

URNAS ELETRÔNICAS JÁ ESTÃO PRONTAS PARA VOTAÇÃO DE BRASILEIROS RESIDENTES EM BUENOS AIRES

URNAS ELETRÔNICAS JÁ ESTÃO PRONTAS PARA VOTAÇÃO DE BRASILEIROS RESIDENTES EM BUENOS AIRES

Luiz Antônio Alves
Correspondente da Agência Brasil na Argentina

Buenos Aires – Dez urnas eletrônicas já estão sob a guarda do consulado brasileiro na capital argentina, prontas para serem usadas pelos 3.877 eleitores que moram em Buenos Aires e que estão legalmente habilitados a votar na eleição presidencial do próximo domingo (3). As urnas serão instaladas na Embaixada do Brasil, onde ocorrerá a votação, já que o consulado não dispõe de espaço físico suficiente para abrigar toda a estrutura necessária ao trabalho das 40 pessoas que atuarão como presidentes e mesários de seção.

As informações foram divulgadas hoje (28) pela cônsul brasileira em Buenos Aires, a embaixadora Gladys Facó, e pelo cônsul-geral adjunto Carlos Penna. As urnas foram enviadas a Buenos Aires pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por mala diplomática, o que significa maior garantia de sua inviolabilidade. Caso alguma delas apresente problema técnico, a votação poderá ser feita em papel, que, em seguida, será colocado na urna de lona.

A votação começará às 8h e terminará às 17h, obedecendo o mesmo horário do Brasil. Segundo a embaixadora, nenhum eleitor deixará de votar. “As 17h, determinarei o fechamento das portas da embaixada. Os eleitores que ainda não tiverem votado receberão uma senha para, em seguida, exercer o seu direito. Somente quando todos tiverem votado, determinarei que as urnas sejam acionadas para liberarem o resultado, que será emitido em cinco tickets semelhantes aos usados em supermercados”.

De acordo com a embaixadora Gladys Facó, brasileiros em trânsito na Argentina – como os turistas, por exemplo – não poderão votar para presidente da República e nem apresentar justificativa. “A justificativa deve ser feita no Brasil, até 60 dias após o retorno dessas pessoas ao país. Basta entrar na página do Tribunal Regional Eleitoral do DF – responsável pelas votações no exterior – e localizar a folha específica para a justificativa. Os brasileiros que moram na Argentina e não votarem poderão usar a mesma folha, imprimindo-a e entregando-a ao consulado, que se encarregará de enviá-la ao TRE-DF”.

A embaixadora lembrou que muitos brasileiros não comparecem à jurisdição de Buenos Aires para votar porque moram em outros estados e têm dificuldades para viajar até a capital. Nesse caso, eles precisam justificar a ausência da votação, sob pena de ficarem impossibilitados, por exemplo, de renovarem ou obterem um novo passaporte.

Os 3.877 eleitores cadastrados no consulado, segundo a embaixadora, não representam a totalidade dos brasileiros residentes na Argentina. Ainda não há levantamento com esses dados, mas há dez anos calculava-se que o número poderia chegar a 30 mil brasileiros. Desses, cerca de 8 mil morariam em Buenos Aires.

Edição: João Carlos Rodrigues

FONTE: http://agenciabrasil.ebc.com.br/web/ebc-agencia-brasil/enviorss/-/journal_content/56/19523/1064116

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br