19/07/2012 12:00 am

Trabalhadores espanhóis inundam país com lemas contra o governo

Trabalhadores espanhóis inundam país com lemas contra o governo

 

Milhões de espanhóis tomaram nesta quinta-feira (19) as ruas das principais cidades do país ao grito de “Que viva a luta da classe operária!” em uma demonstração massiva em mais de 80 manifestações convocadas por sindicatos, partidos e coletivos contra os cortes do governo chefiado pelo Partido Popular, de direita.

No mesmo dia que o governo consegue a aprovação do ajuste mais duro dos tempos de democracia, um corte de 65 bilhões de euros em dois anos, milhões de pessoas sairam às ruas e, pela primeira vez, as centrais CCOO, UGT, CGT, Intersindical, USO e CSI-F ofereceram uma coletiva de imprensa em que todas, sem exceção, criticaram a brutal medida do governo de Rajoy.

 

Manifestações como as de Valência são especialmente numerosas, e o ato central em Madri se desenvolveu sob o tema “Querem arruinar o país, há que impedi-los, somos mais”, e que teve início na central Praça de Netuno, para dirigir-se até a Puerta del Sol.

 

 

A marcha foi liderada pelos secretários-gerais das centrais CCOO e UGT, Ignacio Fernández Toxo e Cándido Méndez, respectivamente, que insistem que o governo deve convocar um referendo para que o povo espanhol possa expressar de fato sua opinião, se está ou não de acordo com os cortes draconianos.

 

Do Portal Vermelho, com informações do jornal La Republica, da Espanha

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=188980&id_secao=9

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br