8/11/2012 12:00 am

Trabalhadores da Embraer fazem carreata por reajuste salarial

Trabalhadores da Embraer fazem carreata por reajuste salarial

Protesto mobilizou pessoal do setor administrativo. Entrada do turno começou com uma hora de atraso

 

Cerca de 5 mil trabalhadores da Embraer, em São José dos Campos, realizaram um protesto nesta quinta-feira, dia 8, exigindo avanço nas negociações pela Campanha Salarial do setor aeronáutico.

 

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, filiado à CSP-Conlutas, organizou uma carreata entre as avenidas dos Astronautas e Faria Lima, atrasando a entrada do pessoal administrativo em uma hora. A manifestação começou às 7h, na entrada do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e só terminou às 8h, na portaria da Embraer.

 

Foram mais de 80 ônibus que levavam os trabalhadores para a fábrica, além de carros particulares, trafegando em baixíssima velocidade. A carreata gerou congestionamentos nas vias de acesso à Embraer, afetando inclusive a Rodovia Presidente Dutra.

 

Os metalúrgicos estão em Campanha Salarial e lutam por 2,5% de aumento real de salário, além da reposição da inflação, somando 7,19% de reajuste. As negociações com o setor aeronáutico começaram há quase dois meses e a Embraer, que lidera o grupo patronal, só ofereceu 6,15% até agora.

 

Os trabalhadores da produção e do setor administrativo já rejeitaram a proposta em assembleias realizadas em outubro e chegaram a aprovar aviso de greve. Mesmo assim, a Embraer continua travando as negociações. A última reunião aconteceu no dia 29 de outubro.

 

A data-base da categoria metalúrgica é setembro e a maioria das fábricas já fechou acordo com o Sindicato. Os aumentos reais oscilaram entre 2% e 3,5%. Na General Motors, segunda maior fábrica da região, os trabalhadores conquistaram 2,7% de aumento real mais R$ 3.250 de abono.

 

“Os trabalhadores de todos os setores da Embraer estão bastante insatisfeitos com a proposta apresentada pelo grupo patronal. Nós sabemos que não há motivos para a Embraer tentar nos empurrar um reajuste tão pequeno, sendo que seus lucros cresceram 33% em relação a 2011. Além disso, a empresa se beneficiou com o programa do governo federal de desoneração da folha de pagamento e até financiou campanhas de candidatos à Prefeitura. O protesto de hoje foi uma demonstração de que nossa luta vai continuar”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Herbert Claros da Silva.

 

Fonte: SindmetalSJC

http://cspconlutas.org.br/2012/11/trabalhadores-da-embraer-fazem-carreata-por-reajuste-salarial/

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br