5/12/2012 12:00 am

[Terra Livre-PB] Gadanho: moradores protestam contra a falta de infraestrutura

[Terra Livre-PB] Gadanho: moradores protestam contra a falta de infraestrutura

Os moradores da comunidade Gadanho, no bairro Padre Zé, em João Pessoa, interditaram na manhã de ontem a Avenida Mandacaru, para pedir uma solução em relação ao esgoto estourado há um ano e nove meses e também do lixo acumulado na localidade. Esse protesto deixou o trânsito lento por uma hora, das 8h30 às 9h30. A Polícia Militar e a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) foram acionadas para orientar os motoristas. A população reclama do mau cheiro que está provocando o surgimento de insetos e de doenças.

 

Segundo o coordenador do Movimento Terra Livre e também morador da comunidade Sérgio Nascimento, na área moram mais de duas mil pessoas que não suportam o mau cheiro exalado do esgoto e dos resíduos sólidos. “As crianças estão adoecendo por conta disso. É diarréia, coceira e picada de mosquitos e de escorpião”, afirmou, acrescentando que a Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) e Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) já foram comunicados do problema, mas nada foi feito.

 

Na comunidade existem 28 caixas de esgoto, mas constantemente enche e escorre pelas calçadas e impede que a população entre nas residências. Para resolver um dos problemas, os moradores colocaram um cano de desvio para o terreno de uma fundação que fica ao lado da comunidade. “Se não for resolvido na segunda-feira faremos novo protesto com fogo em móveis e pneus”, disse.

 

Outro motivo do protesto foi o acúmulo de lixo na localidade. Sérgio Nascimento contou que na área há um contêiner, mas que a Emlur não recolhe os resíduos sólidos. Esse condomínio foi fundado há 15 anos. A catadora de lixo Francisca Aparecida de Souza, de 56 anos, está desde o início e reclama do problema. “Tenho pena dos vizinhos que tem filhos pequenos. Queremos que o Governo do Estado faça alguma coisa. Nós votamos nele e nós somos gente e não bicho”, afirmou.

 

Equipes

 

Já a Cagepa, por meio da assessoria de imprensa, disse que uma equipe de manutenção será encaminhada para verificar se é competência da Companhia o conserto das caixas de esgoto. A Emlur informou que uma equipe de fiscalização será encaminhada para verificar a situação na comunidade. Os agentes irão observar que tipo de resíduo (domiciliar, de construção) está presente na área para poder encaminhar o caminhão de lixo correto para retirar a sujeira.

 

Fonte: Correio do Paraná

http://cspconlutas.org.br/2012/12/terra-livre-pb-gadanho-moradores-protestam-contra-a-falta-de-infraestrutura/

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br