20/01/2011 12:00 am

STICCERO CONSEGUE ACORDO COM EMPRESA RESPONSÁVEL PELA MONTAGEM DA USINA DE JIRAU

STICCERO CONSEGUE ACORDO COM EMPRESA RESPONSÁVEL PELA MONTAGEM DA USINA DE JIRAU

 

 

Apesar de terem tido um período breve de manifestações, os trabalhadores da empresa terceirizada pela Camargo Corrêa, que está responsável pelo setor de montagem dos geradores, a Enesa Engenharia, passou por sérios apuros nos últimos oito dias. É que os trabalhadores decidiram cobrar por melhorias e denunciar abusos que vinham sendo cometidos pela empresa advinda de São Paulo, com sua matriz em um dos bairros mais luxuosos da capital, o Morumbi. Diante do impasse, foi solicitada pela presidente do TRT/RO, Desembargadora Vânia Abensur, uma audiência emergencial no ultimo sábado (15/01), onde ficou decidido que seria suspendida a paralisação por um período de 10 dias.

 

Porém, em assembléia extraordinária realizada ainda nesta segunda-feira (17/01), a direção do STICCERO conseguiu aprovar por unanimidade um novo acordo negociado antes do inicio da assembléia, onde a empresa cedeu a maioria dos pontos exigidos, principalmente os mais reclamados como o período de folga para a visita aos familiares em outros Estados, o que foi decisivo para que os trabalhadores concordassem com um acordo que acabou com a intenção de greve geral.

 

Durante os oito dias de manifestação o STICCERO elegeu em assembléia uma comissão com o voto dos trabalhadores para participarem ativamente de todas as negociações realizadas, o que foi determinante para o sucesso do acordo, pois trabalhadores e patrões puderam ficar frente a frente e discutir de forma pacífica os pontos que seriam aprovados.

 

Entre os pontos definidos e assinados no acordo entre a Enesa Engenharia e os trabalhadores, conduzidos pelo sindicato, ficou estabelecido que:

 

– 1) A empresa providenciará melhorias nos alojamentos de imediato, conforme lista apresentada, (tais como espaço de convivência, área de lazer em 60 dias, piso dos vestiários).

 

– 2) Um setor de enfermaria com 8 leitos.

 

– 3) Enfermeiros contratados durante todo o período de atividade.

 

– 4) Dois ônibus à disposição para incursões a Jaci Paraná e Porto Velho nos dias de sexta, sábado, domingo e segunda, com ida e volta para os alojamentos.

 

– 5) O acréscimo de R$ 240, 00 no valor já repassado nos tíquetes de alimentação (Vale Alimentação), que atualmente é de R$ 110,00, totalizando o valor de R$ 350,00 por mês.

 

– 6) Sem descontos nos salários dos trabalhadores que ficaram paralisados durante os oito dias de manifestação, mais uma estabilidade de não demissão de 75 dias para todos os trabalhadores.

 

– 7) Até a data base da categoria, a empresa concederá folga para todos os trabalhadores visitarem a família, inclusive aqueles que já viajaram no final de ano.

 

FONTE: http://www.cut.org.br/destaque-central/44051/sticcero-consegue-acordo-com-empresa-responsavel-pela-montagem-da-usina-de-jirau

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br