24/09/2012 12:00 am

Social-democratas alemães discutem reforma da aposentadoria

Social-democratas alemães discutem reforma da aposentadoria

 

Se desenvolveu dentro do Partido Social-democrata da Alemanha uma grande polêmica sobre o conceito do sistema de aposentadoria.

 

A ala esquerda do partido repudia sobretudo a proposta da cúpula da organização, de reduzir o nível de remuneração das aposentadorias dos atuais 50% do salário médio para 43% em 2030.

 

A redução foi acertada durante a chamada Grande Coalizão (2005 – 2009) entre o SPD e a União Democrata Cristã (CDU), da atual chanceler, Angela Merkel.

 

Os planos incluem também aumentar a idade de aposentadoria dos atuais 65 para 67 anos.

 

Entretanto, a base do SPD protesta contra o regulamento porque, segundo seu ponto de vista, aumentará a desigualdade social.

 

Segundo a secretária-geral do SPD, Andrea Nahles, o assunto será debatido e decidido no próximo congresso do partido, convocado para o dia 24 de novembro. O debate dentro do maior partido da oposição alemã também tem a ver com a nomeação de um candidato à chancelaria para as eleições de 2013.

 

Apesar de que essa decisão só deva ser tomada no início de 2013, várias correntes social-democratas continuam promovendo abertamente os seus candidatos.

 

Atualmente, três nomes são dados como certo para concorrer à indicação do partido. O chefe do SPD, Sigmar Gabriel, o chefe do grupo parlamentar, Frank-Walter Steinmeier, e o ex-ministroe e atual deputado Peer Steinbrueck.

 

Os três representam a ala conservadora e neoliberal do partido.

 

Fonte: Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=194583&id_secao=9

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br