23/04/2010 12:00 am

SINPROESEMMA ENCERRA SEMANA COM PANFLETAGEM

SINPROESEMMA ENCERRA SEMANA COM PANFLETAGEM
Por: SINPROESEMMA

Data de Publicação: 23 de abril de 2010
Encerraram-se nesta sexta-feira (23), as atividades alusivas à XI Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, promovida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Nacional (CNTE), e executada nos estados pelos movimentos classistas ligados à entidade nacional.

Nesta data, o SINPROESEMMA manteve contato direto com a sociedade por meio de panfletagem. O objetivo principal desta atividade, segundo a direção do SINPROESEMMA, é dialogar com a sociedade sobre o papel do trabalhador em educação, fazendo-a cobrar e fiscalizar do governo ações que venham a garantir que a educação seja de fato instrumento de qualidade de vida para todos.

A entrega de panfletos elucidativos ocorreu em pontos considerados estratégicos. Feira do bairro do João Paulo, terminal da Cohab, Praça Deodoro e Rua Grande, foram os escolhidos pelos dirigentes sindicais. Participaram do evento, professores, diretores do SINPROESEMMA e trabalhadores em escola.

AÇÕES DA CATEGORIA
O presidente do SINPROESEMMA, Júlio Pinheiro, avaliou como positiva, as ações que envolveram a XI Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública. Ele entende ser fundamental integrar os trabalhadores e também a sociedade em movimentos que visem a lutar pelos seus direitos. “O tema interessa não somente à categoria, mas a toda a sociedade”, declarou Pinheiro.

O presidente diz que a panfletagem atua como recado para que a comunidade maranhense fique atenta e exija do poder público educação universal, gratuita e laica. “Queremos que todos entendam que a educação é fundamental e que, além disso, é um instrumento de transformação social e econômica”, disse.

A SEMANA
No Maranhão, as atividades tiveram início na segunda-feira, (19) com visitas à imprensa, escolas e Assembleia Legislativa. Já na terça-feira (20), a categoria participou do Seminário que discorreu sobre “O impacto da reforma da previdência para os trabalhadores em educação”, com participação de um grande número de trabalhadores, no Grande Hotel São Luís.

Na quinta-feira, (22), a categoria paralisou suas atividades nas escolas por 48 horas, em função da caminhada que reuniu centenas de trabalhadores em educação que marcharam até o Palácio dos Leões. No local, houve um ato público que exigiu o cumprimento dos direitos da categoria pelo Estado como a implantação do Estatuto do Educador, pagamento do piso salarial nacional, dentre outras exigências.

FONTE: http://www.sinproesemma.com.br/2010/4/23/Pagina2351.htm

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br