9/03/2012 12:00 am

Sindicatos espanhóis farão greve geral contra reforma trabalhista

Sindicatos espanhóis farão greve geral contra reforma trabalhista

 

Dois dos principais sindicatos espanhóis anunciaram nesta sexta-feira (09) que farão uma greve geral no próximo dia 29 em protesto contra a reforma trabalhista aprovada pelo governo do conservador Mariano Rajoy, no último dia 10 de fevereiro.

 

A CCOO (Comissões Operárias) e a UGT (União Geral de Trabalhadores) afirmaram que a paralisação geral é “justa e necessária” diante da reforma que consideram “imprudente e regressiva”.

 

Os trabalhadores criticaram ainda o fato de o governo, segundo eles, não ter proposto uma discussão para negociar a reforma com os sindicatos. Além disso, as organizações alegaram que a as medidas adotadas por Rajoy prejudicam os direitos dos trabalhadores do país.

 

Esta será a primeira paralisação geral na Espanha após o início do governo de Mariano Rajoy. Diante de um desemprego que atinge 5,2 milhões de pessoas, 23% da população ativa, o governo espanhol alega que a reforma facilitará novas contratações.

 

Ainda de acordo com o governo do país, a reforma pretende beneficiar a população jovem, a mais atingida pelo desemprego. Os últimos números divulgados dão conta de uma taxa superior a 48% entre os jovens espanhóis.

 

Os sindicatos, no entanto, argumentam que a reforma facilita a demissão, pois permite que as empresas recorram à prática de forma mais simples caso enfrentem algum turbulência de ordem econômica.

 

Fonte: Opera Mundi

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=177665&id_secao=9

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br