6/12/2012 12:00 am

Sindicato de Bauru paralisa Santander em protesto contra demissões em massa

Sindicato de Bauru paralisa Santander em protesto contra demissões em massa

O Sindicato dos Bancários de Bauru e Região/CSP-Conlutas fechou as agências do Santander localizadas na praça Portugal contra as demissões que vêm ocorrendo no banco. São demissões em massa que o banco espanhol vem promovendo em todo o Brasil. Só na região de Bauru, oito trabalhadores foram demitidos nos últimos dias; nas demais regiões do país, outros mil já perderam o emprego no banco.

 

Leia o panfleto distribuído à população:

 

 

 

PAPAI NOEL DO SANTANDER DISTRIBUI DEMISSÕES

 

Cerca de mil trabalhadores já estão na rua, sem emprego; oito deles são de Bauru e região

 

Já é praticamente uma tradição do Santander: às vésperas das festas de fim de ano, esse banco espanhol escolhe algumas dezenas, centenas ou, como agora, milhares de trabalhadores brasileiros e manda todos eles pro olho da rua.

 

Nestes últimos dias, oito bancários do Santander foram demitidos só na região de Bauru. Em todo o Brasil, cerca de mil pais e mães de família já perderam seu emprego no banco espanhol.

 

O pior de tudo é que a maioria dessas demissões atinge trabalhadores com mais de 20 anos de banco, que estão prestes a se aposentar e, além disso, que apresentam sintomas de doenças causadas por esforços repetitivos (LER / Dort). Os clientes já sabem o que os espera de agora em diante: filas ainda maiores.

 

Não é que o Santander esteja mal no Brasil. É exatamente o contrário. Está tão bem, que a filial brasileira está sustentando a matriz espanhola. De janeiro a setembro, o banco lucrou aqui R$ 5,7 bilhões, o que representa 25% do lucro mundial. Ou seja: o Santander toma o dinheiro dos trabalhadores no Brasil e manda pra sua sede, na Espanha.

 

Com a paralisação de hoje, que se soma a várias outras em todo o país, o Sindicato dos Bancários de Bauru e Região/Conlutas espera que o Santander reveja as demissões já ocorridas e que pare de demitir mais pais e mães de família. Informações internas dão conta de que serão cinco mil demissões até sexta-feira!

 

O governo Dilma tem obrigação de intervir nesse processo de demissão em massa provocado por um banco estrangeiro. Satãder: vampiro espanhol!

 

Para mais informações, favor entrar em contato com os diretores Marcos Lenharo (8162-6200) ou Paulo Tonon (8141-6700).

 

Bauru, 5 de dezembro de 2012

 

Fonte: SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BAURU E REGIÃO / CONLUTAS

http://cspconlutas.org.br/2012/12/sindicato-de-bauru-paralisa-santander-em-protesto-contra-demissoes-em-massa/

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br