11/05/2012 12:00 am

Sindicalistas colombianos denunciam: Uribe é aliado dos EUA

Sindicalistas colombianos denunciam: Uribe é aliado dos EUA

 

O ex-presidente colombiano, Álvaro Uribe, cumpre o plano traçado pelos Estados Unidos para Colômbia, Venezuela e toda a América Latina, afirmou Juan Carlos Tanu, presidente da Organização Colombianos pela Paz, em declarações divulgadas em Caracas, nesta quinta-feira (10).

 

A atuação de Uribe como governador de Antioquia e depois como chefe do Estado colombiano, foi amplamente comentada durante o programa Toda Venezuela, da Venezuelana de Televisão.

Para abordar esse tema, além de reproduzir as declarações de Tanu, foram entrevistados Hugo Martínez, advogado e membro da organização Colombianos por Venezuela, e o ex-dirigente sindical Rangel Ramos, que teve que fugir para o Canadá com medo de ser assassinado em seu país.

 

Ramos, entrevistado por vídeo conferência, lembrou o período 1995-1997, quando Uribe foi governador do departamento de Antioquia e financiou, com recursos públicos, o crescimento e a atuação dos paramilitares.

 

“Estado colombiano é uma mentira”

 

Ele, que nessa época dirigia o sindicato dos trabalhadores de Antioquia, qualificou como muito agressiva a atuação de Uribe, que, ao ocupar a presidência, modificou o país inteiro e lembrou que nesse período ocorreram 56 massacres no Estado.

 

Por sua parte, Hugo Martínez ressaltou que na Colômbia a atividade sindical é de alto risco e recordou que milhares de dirigentes e ativistas sindicais foram assassinados.

 

Os entrevistados concordaram ao afirmar que na Colômbia as razões que deram origem à guerrilha continuam inalteradas. “O Estado colombiano é uma grande mentira, muito organizada”, comentou Ramos do Canadá.

 

Estas declarações coincidem com a presença, na Colômbia, de Henrique Capriles Radonski, candidato presidencial da oposição venezuelana para as eleições do próximo dia 7 de outubro.

 

Com Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=182924&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br