10/06/2010 12:00 am

SINDEDUCAÇÃO – NOTA DE ESCLARECIMENTO

SINDEDUCAÇÃO – NOTA DE ESCLARECIMENTO
O SINDEDUCAÇÃO, em razão da matéria veiculada na imprensa local, do dia 09/06/2010, vem informar aos servidores do magistério público municipal e à população em geral, que a decisão da Procuradoria Geral do Município, no sentido de cortar o ponto dos servidores que aderiram ao movimento paredista, é arbitrária e ilegal, na medida em que está sendo tomada à revelia de qualquer ordem judicial.

O SINDEDUCAÇÃO informa e afirma que não existe nenhuma decisão judicial autorizando o corte de ponto dos servidores em greve. O Procurador Geral do Município está equivocado em suas argumentações e corre o risco de arcar com as conseqüências pela prática de atos precipitados e eivados e vício. Diante da confirmação do corte de ponto na imprensa local, o SINDEDUCAÇÃO analisará quais as providências que podem ser tomadas para suspender os efeitos deste ato ilegal.

O sindicato esclarece também que a liminar da Desembargadora Nelma Sarney determina apenas ilegalidade da greve e nada tem haver com o corte de ponto dos professores. O corte do ponto é uma atitude antidemocrática que fere o direito constitucional da greve e deve ser interpretado como terrorismo cujo único objetivo é tentar desarticular o movimento legal da paralisação dos professores de São Luis; Que a opção em manter a greve não fere determinação judicial, uma vez que o sindicato assumiu a responsabilidade em arcar com a multa de R$ 5 mil reais/dia, portanto dentro daquilo que determina a lei.

Que os professores da rede municipal de ensino assumiram o compromisso em repor todas as aulas devido ao movimento paredista, sendo que os alunos não terão nenhum prejuízo no seu ano letivo.

A direção do sindicato informa que está buscando uma solução negociada e pacífica e entende que a posição da câmara de vereadores na mediação é fundamental para que haja uma solução para o impasse. Portanto, a direção do sindicato esclarece que a GREVE CONTINUA pela valorização dos profissionais do magistério epela educação pública de São Luis

FONTE: http://www.sindeducacao.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=149&Itemid=28

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br