8/04/2011 12:00 am

SES CENTRALIZA CONSULTA E ENTREGA DE LEITE ESPECIAL NOJUVÊNCIO MATOS

Para agilizar o atendimento a crianças com intolerância a lactose e alergia alimentar, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) centralizou a consulta e a entrega de leite especial no Hospital Infantil Juvêncio Matos. Antes, a criança era consultada neste hospital e o alimento era entregue no Centro de Saúde Genésio Rêgo, na Vila Palmeira. Atualmente, 987 estão cadastradas no sistema de recebimento.   

“Esta iniciativa também vai acelerar a entrada da criança no programa porque implantamos um sistema de informação mais moderno. Após a consulta e entrega do laudo médico, a atualização do sistema durava 30 dias, e agora esse processo ocorrerá em no máximo dez dias úteis”, explicou a coordenadora do Departamento de Recuperação Nutricional da SES, Larissa Ribeiro.

Para o diagnóstico de alergia ou intolerância alimentar deve ser feito o levantamento do histórico familiar, descrição dos sintomas e o tempo decorrido a partir da ingestão do alimento; lista dos alimentos suspeitos e a quantificação ingerida para o aparecimento dos sintomas; exame físico; diário alimentar e de sintomas; testes bioquímicos e imunológicos.

Moselma Silva Salazar mora em Peritoró e vem a São Luís todos os meses buscar o leite para a sua filha que tem alergia alimentar. “Agora ficou melhor porque podemos consultar e entregar o laudo no mesmo local”, disse ela. José Soares Bento, do município de Morros, também vem todos os meses receber o alimento de sua filha que tem intolerância a lactose. “É uma grande ajuda que o governo dá pra gente. Se não fossem estas latas de leite, não sei como iria alimentar minha filha”, declarou.  

O tratamento da alergia e da maioria das intolerâncias alimentares é feito com a exclusão dos alimentos causadores ou redução da sua quantidade na dieta. É necessário ler os rótulos dos alimentos com o objetivo de identificar as substâncias alergênicas. Se o alimento for retirado deve-se procurar substituí-lo por outro fornecedor do mesmo nutriente.

Diferenças

Os alimentos frequentemente envolvidos na alergia alimentar são os que possuem alto teor de proteína, principalmente os de origem vegetal e marinha. Entre os alimentos que apresentaram reações alergênicas encontram-se o milho, arroz, centeio, nozes, camarão, mariscos, peru, carnes de porco e bovina, banana, abóbora e batata. Os principais fatores relacionados à alergia alimentar são: hereditariedade, exposição ao alimento, permeabilidade gastrointestinal e fatores ambientais que podem acentuar os sintomas da alergia.

Na Intolerância Alimentar ocorrem reações adversas que são ocasionadas pelos alimentos, mas que não envolvem o sistema de defesa (sistema imune). A intolerância mais comum é a do leite que é provocada pela falta da enzima lactase responsável pela digestão do açúcar presente no leite (lactose). Apesar de apresentarem causas distintas, os sintomas presentes na intolerância alimentar são os semelhantes ao da alergia alimentar. Entre as substâncias que foram relacionadas com intolerância estão os conservantes, intensificadores de sabor, corantes, antioxidantes, ausência de enzimas.

 

FONTE: http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=15520

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br