9/05/2012 12:00 am

Servidores federais promovem Dia Nacional de Advertência

Servidores federais promovem Dia Nacional de Advertência

 

Servidores das carreiras típicas de Estado, como Polícia e Receita Federal e Banco Central,  farão uma paralisação de advertência nesta quarta-feira (9) para chamar a atenção da população sobre a política salarial do Governo Dilma. A data está sendo chamada, por algumas entidades de servidores, de Dia Nacinal de Advertência.

 

 

Segundo o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), trata-se de uma iniciativa para mobilizar categorias estratégicas do serviço público federal. Algumas, inclusive, “vão cruzar os braços como sinal de insatisfação pela política salarial de Dilma”.

 

Ainda de acordo com o pronunciamento do sindicato, “o cenário adverso exige um movimento sincronizado e centralizado para evitar o que aconteceu no governo de Fernando Henrique Cardoso – quando ficamos oito anos sem reajuste salarial”.

 

Fazem parte do movimento dirigentes sindicais das carreiras do Banco Central, da Polícia Federal, da Receita Federal, da Defensoria Pública, da Advocacia Pública e da Gestão Pública. Eles formam a União das Entidades Pela Valorização do Serviço Público.

 

A mobilização foi marcada na véspera das próximas rodadas de negociação. Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional), nos dias 10 e 11 de maio acontecerão novas tentativas de acordo entre patrão (governo federal) e empregados (servidores). Os trabalhadores esperam que nessas datas sejam apresentadas propostas concretas do governo.

 

São Paulo

 

A mobilização acontecerá em diversas cidades. Em São Paulo, será em frente à sede do Banco Central, na Avenida Paulista, e contará com apresentações artisticas para chamar a atenção da população como da Orquestra Filarmônica Jovem de Paraisópolis, formada por crianças e jovens.

 

“Também estaremos mobilizando o público que estiver presente e chamando a atenção para a situação do servidor federal”, explicou Carlos Affei, assessor Sindical Regional SP, do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal).

 

Da redação do Vermelho São Paulo

 http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=182736&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br