15/04/2010 12:00 am

Servidores engrossam paralisação por todo o Brasil

Servidores engrossam paralisação por todo o Brasil
Ministério do Meio Ambiente, Ibama, Instituto Chico Mendes, Ministério do Trabalho e Emprego, Secretaria do Patrimônio da União e agora também servidores do Ministério de Ciência e Tecnologia. Servidores desses setores estão mantendo um processo de mobilização permanente com paralisação de atividades em diversos estados brasileiros. Assembléias continuam sendo realizadas com discussões e debates sobre os processos de negociação com o governo e não cumprimento de uma série de acordos e compromissos firmados. Setores da base da Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal) se mantêm mobilizados seguindo calendário de atividades que prevê um Dia Nacional de Luta no próximo dia 20, terça-feira. No dia 27 está prevista também a paralisação por 24 horas da base da Confederação que engloba mais de 80% de servidores do Executivo Federal. A Condsef segue acompanhando as paralisações nacionais e busca soluções para os conflitos instalados junto ao governo.
Esta semana a Condsef esteve no Ministério do Planejamento para tratar com a Secretaria de Recursos Humanos da carreira de especialista em Meio Ambiente e PECMA. Os representantes dos servidores rebateram ponto a ponto a contraproposta feita pela SRH e apresentada em reunião do último dia 7 de abril. Em assembléias, servidores optaram por rejeitar a proposta e dar continuidade ao processo de negociações em busca de uma nova proposta que atenda às reivindicações urgentes do setor de meio ambiente. O secretário de RH, Duvanier Ferreira, continuou insistindo que a proposta do governo é não realizar revisão de tabelas salariais e apenas promover pequenos ajustes.

O resultado da reunião foi encaminhado às entidades filiadas à Condef por meio de relatório que pode ser acessado clicando aqui. No documento, os representantes da categoria informam que a SRH insiste em manter a criação de um grupo de trabalho (GT) com participação de representantes de todos os órgãos com unidades localizadas em áreas de difícil acesso ou inóspitas. O objetivo é propor encaminhamentos para tratamento de problemas no futuro. Existe, segundo a SRH, a possibilidade de viabilizar solução para alguns problemas ainda no 1º semestre de 2010, caso haja consenso entre servidores e governo. Caso contrário todas as demandas seriam remetidas para discussão no próximo governo a ser eleito e empossado a partir de 2011.

No próximo dia 20 uma nova reunião será realizada na SRH. Na oportunidade contrapropostas serão apresentadas pelos servidores em busca de consenso no processo de negociações. Até segunda, dia 19, representantes de todos os estados paralisados devem chegar a Brasília para integrar o Comando Nacional de Greve. Este comando vai, a partir da próxima semana, ter a tarefa de tomar decisões importantes conforme exigências do processo de negociações em curso.

Intervenção presidencial – Os demais setores mobilizados ou em processo de mobilização da base da Condsef seguem buscando entendimento com o governo. Esta semana a Condsef chegou a ser recebida pelo presidente em exercício, José Alencar. A entidade encaminhou ofício ao presidente solicitando intermediar o processo de negociações junto ao Planejamento em busca de entendimento e solução de conflitos capazes de reestruturar o setor público e desenvolver ações para fortalecimento do Estado e melhor atendimento à população.

FONTE: http://www.condsef.org.br/joomla/index.php?option=com_content&task=view&id=4273&Itemid=1

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br