4/10/2012 12:00 am

Servidores da Unimontes (MG) realizam manifestação pública no centro de Montes Claros para reivindic

Servidores da Unimontes (MG) realizam manifestação pública no centro de Montes Claros para reivindicar gratificação ao governador Anastasia

Os servidores do Campus da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) realizaram hoje, dia 4 de outubro, uma manifestação pública para denunciar o descaso do governador de Minas Gerais, Anastasia,  com os servidores.

 

Cansados de esperar uma solução ao impasse, os servidores decidiram realizar essa manifestação no centro da cidade para dialogar com a população de Montes Claros sobre as razões da Greve.

 

A concentração foi  em frente a reitoria da Unimontes. Os manifestantes caminharam a pé da universidade até a Praça Dr. Carlos.

 

Entenda o caso

 

Em julho de 2012, os servidores da Unimontes foram surpreendidos com a assinatura de um acordo firmado entre o Governo de Minas Gerais, Reitoria e direção do Sind-Saúde Unimontes, resultado da negociação entre sindicato e SEPLAG, que garantiu APENAS aos servidores lotados no Hospital Universitário (HU) e na Escola Técnica uma série de conquistas e benefícios econômicos, que são:

 

a) gratificação complementar de 30% para Agosto de 2012, com aumento progressivo de 40% para 2013 e 50% para 2014; b) pagamento adicional de 20% sobre a hora noturna; c) reajuste no adicional de insalubridade de R$ 220,00 para R$ 660,00 a partir de Agosto de 2012; d) pagamento de vale transporte no valor de R$ 4,20 por dia; e, e) pagamento de vale alimentação de R$ 200,00.

 

O acordo assinado havia cláusulas políticas, como o comprometimento do sindicato em “não realizar paralisações até o final de 2014” e não “reivindicar novas rodadas de negociação de temas relativos à remuneração e a carreira que causem impacto nas contas do Estado no mesmo período”.

 

Depois de muita luta, os servidores foram recebidos pelo governo de Minas Gerais no mês passado, que negou todas as nossas reivindicações, com a justificativa de não ter recursos suficientes para conceder a gratificação complementar também aos servidores do Campus e dos Campi da Unimontes.

 

Diante da negativa do governador Anastasia em atender as nossas reivindicações, os servidores do Campus da Unimontes, reunidos em Assembleia no dia 27 de setembro, deliberaram pela greve a partir do dia 02 de outubro. Essa foi à única saída encontrada pela categoria para evitar que essa injustiça aconteça e tentar reverter essa exclusão.

 

http://cspconlutas.org.br/2012/10/servidores-da-unimontes-mg-realizam-manifestacao-publica-no-centro-de-montes-claros-para-reivindicar-gratificacao-ao-governador-anastasia/

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br