16/08/2012 12:00 am

Servidores da AGU podem entrar em greve no dia 22

Servidores da AGU podem entrar em greve no dia 22

 

Servidores da Advocacia-Geral da União (AGU) podem ser os próximos a aderirem à greve da categoria, que já dura cerca de três meses. A advocacia pública federal reúne as carreiras de advogado da União, procurador federal, da Fazenda e do Banco Central. Em caso de paralisação, a AGU é responsável pela análise jurídicas dos contratos que envolvem obras para a Copa, Olimpíadas e Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

 

 

Além disso, também pode cair a arrecadação dos tributos em juízo.

 

Até o início da próxima semana, associações e sindicatos dos servidores farão consultas e assembleias para decidir contra ou a favor da paralisação. Segundo a União dos Advogados Públicos Federais do Brasil (Unafe), entidade que reúne 1,8 mil dos 8 mil trabalhadores do setor, a greve pode ser deflagrada na quarta-feira (22).

 

A entidade também está fazendo uma consulta eletrônica, no site da Unafe, com os associados sobre a deflagração ou não da greve. Na sexta-feira (17) haverá fará uma assembleia para confirmar o resultado.

 

Em nota, a Unafe afirma que as carreiras da advocacia pública federal dialogam com o governo há dois anos sem obter proposta concreta de aumento salarial.

 

Os servidores reivindicam equiparação salarial com a magistratura e com membros do Ministério Público Federal. De acordo com a argumentação da classe, a Constituição Federal regula a função deles no mesmo patamar do pessoal do MPF. No entanto, possuem salários até 40% menores. Outro ponto que faz parte da argumentação da pauta de reivindicação é que 22 unidades da Federação pagam aos advogados estaduais salários melhores do que os oferecidos pela União.

 

A entidade representativa reivindica que o governo abre negociações com os advogados públicos federais, marcando uma mesa de negociação. A Secretaria de Relações do Trabalho, do Ministério do Planejamento, disse que estuda uma reunião para os próximos dias. Entre hoje e amanhã estão agendadas rodadas de negociação com a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra) e com a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), este para tratar sobre as reivindicações da Imprensa Nacional. Outra divisão dos servidores que deve ser recebida nos próximos dias são os trabalhadores das agências nacionais de regulação (Sinagências).

 

A AGU tem entrado com ações para garantir o funcionamento dos órgãos públicos federais, paralisados por conta das greves, como nesta quinta-feira, para a manutenção de serviços básicos durante a greve dos fiscais agropecuários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. .

 

Deborah Moreira

Da redação

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=191426&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br