13/04/2012 12:00 am

Seminário debate campanha contra os agrotóxicos em São Paulo

Seminário debate campanha contra os agrotóxicos em São Paulo

 

Acontece nesse sábado (14), em São Paulo, o primeiro seminário paulista para discutir a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, no Parque da Água Branca, situado na Avenida Francisco Matarazzo, número 455, das 13h30 às 18h30.

 

Para Susana Prizendt, do comitê paulista da campanha, “o encontro será uma ocasião fundamental para que as pessoas envolvidas com a campanha possam se conectar com outras pessoas interessadas no assunto, mas que ainda não conhecem nosso movimento.”

 

A campanha, lançada por um conjunto de movimentos sociais, sindicatos, pastorais e organizações ligadas à área de saúde ou ambiental, tem o intuito de explicitar à sociedade a enorme quantidade de agrotóxicos que são utilizados pelo modelo de produção do agronegócio. E isso se dá por meio do contato com a sociedade, no campo e na cidade, alertando para o mal que essa prática causa aos consumidores.

 

É o exemplo desse encontro, que trará duas palestras ministradas por integrantes da campanha, cujas temáticas se centrarão em dois eixos: Agrotóxicos e Meio Ambiente e Agrotóxicos, Saúde e Alimentação.

 

Encaminhamentos práticos, como abaixo-assinados e formações de comitês regionais também serão resultados do encontro de sábado. Segundo a coordenadora do comitê, o encontro pretende ser um marco no desenvolvimento das atividades do comitê paulista.

 

Além das palestras já citadas, a atividade promoverá rodas de conversa, debates, apresentação de realizações da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida, formação de grupos de trabalho temáticos e a exposição das propostas elaboradas durante o dia. Desse conteúdo gerado podem sair as próximas ações do comitê estadual.

 

“Também acreditamos que será uma oportunidade para descobrirmos movimentos que possam somar forças, fazendo com que as causas socioambientalistas se fortaleçam como um todo, já que estão interligadas”, completa Susana.

 

O Brasil e os Agrotóxicos

 

Desde 2009 o Brasil se tornou o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, em que mais de um bilhão de venenos agrícolas são jogados nas lavouras brasileiras, segundo dados oficiais.

 

Com isso, estima-se que cada pessoa consuma em média 5,2 litros de agrotóxicos por ano, tendo como conseqüências diversos problemas de saúde, entre eles o câncer.

 

Estudos ainda apontam que além de serem maléficos à saúde humana, tanto para quem trabalha diretamente com esses produtos quanto para quem consome os alimentos – no caso, toda a população -, os agrotóxicos ainda poluem o meio ambiente, interferem na biodiversidade e contaminam a água, o lençol freático e os aquíferos.

 

Fonte: MST

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=180698&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br