10/01/2011 12:00 am

SEMAPA E SEMED PLANEJAM O ANO LETIVO DOS CURSOS DA CASA FAMILIAR DO MAR

SEMAPA E SEMED PLANEJAM O ANO LETIVO DOS CURSOS DA CASA FAMILIAR DO MAR

 

Os secretários municipais Júlio França (Agricultura) e Suely Tonial (Educação)  estão se reunindo com técnicos e especialistas de ensino profissionalizante para planejar os detalhes do ano letivo dos cursos na área de pesca e produção de pescados, que serão ministrados pela Casa Familiar do Mar, escola técnica recém-construída no povoado Taím, Zona Rural de São Luís.

A opção do Desenvolvimento Rural Sustentável (DRS) da Semapa, responsável técnico pelo projeto, é pela adoção da pedagogia da alternância como método mais apropriado para desenvolver a aprendizagem profissional. Funciona num sistema de internato, onde o aluno passa uma semana integralmente na escola, aprendendo as disciplinas técnicas, e outra na própria casa para aplicar, na atividade diária de sua família, a prática relativa ao curso de sua escolha. Este método proporciona também a convivência familiar e comunitária diretamente com o ambiente escolar.

O projeto da Casa Familiar do Mar foi elaborado a partir da realidade das famílias que vivem ou sobrevivem em áreas onde a pesca artesanal é atividade principal ou auxiliar da agricultura familiar, com foco no aproveitamento dos recursos marinhos, tecnologias de pesca, navegação, oceanografia, ambientes costeiros, meio ambiente, turismo, etc.

Capacitação O projeto Casa Familiar do Mar é uma parceria da Fundação Alumar com a Prefeitura de São Luís e tem como objetivos incluir jovens filhos de pescadores na atividade pesqueira de forma produtiva e empreendedora, ampliar a oferta de pescado oriundo do mar, piscicultura e maricultura, além de preservar a cultura da pesca artesanal característica do litoral maranhense. O ponto alto da capacitação dos alunos se dará  no último ano do curso, oportunidade em que eles farão, individualmente, a defesa do Projeto de Vida em uma banca composta por monitores, professores, diretoria e membros da comunidade e convidados.

Os cursos profissionalizantes ministrados na Casa Familiar do Mar vão beneficiar jovens moradores de áreas onde existe expressiva atividade pesqueira na ilha de São Luís. Os cursos terão duração de três anos e valerão também como conclusão do Ensino Fundamental.

O secretário Júlio França, da Semapa, disse que está entusiasmado com a implantação da Casa Familiar do Mar e que a pedagogia da alternância é a melhor opção para a educação no campo. “Considerando que o ensino aplicado no meio rural não contempla as especificidades e as necessidades dessa população, a ausência desses conhecimentos específicos é detectada claramente nas comunidades pelo baixo índice de sustentabilidade do trabalho, produtividade, empreendedorismo e postura ambiental”, afirmou.

As primeiras turmas que vão  integrar os cursos da Casa Familiar do Mar já se encontram em fase de seleção e as aulas serão iniciadas ainda no primeiro trimestre de 2011.

 

 

FONTE: http://www.observatorio.ufma.br/noticias/controle.php

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br