26/11/2010 12:00 am

SEM DESTINO CERTO, 1,2 MIL FAMÍLIAS SÃO RETIRADAS DE PRÉDIO EM SP

SEM DESTINO CERTO, 1,2 MIL FAMÍLIAS SÃO RETIRADAS DE PRÉDIO EM SP

Mais um capítulo dramático da luta por moradia está sendo escrito hoje na capital paulista. Em plena Avenida Ipiranga, um dos símbolos da cidade, 1,2 mil famílias da Frente de Luta por Moradia tiveram de deixar o prédio do número 925 devido a ação de reintegração de posse na manhã desta quinta-feira (25).

Na via bloqueada ao trânsito, centenas de crianças, gestantes e idosos, debaixo do sol forte, ajeitavam seus pertences sem ter ainda nenhuma ideia sobre seu futuro. “Ninguém deu nenhuma satisfação, nem disse para onde iremos ou o que devemos fazer”, disse ao Vermelho Claudia Roberta, que faz parte da coordenação do movimento. As famílias deixaram pacificamente o local.

Ainda de manhã, os moradores do prédio ocupado desde o dia 4 de outubro se dirigiram à Câmara Municipal a fim de buscar uma solução para as famílias. “Há muitas crianças e idosos, teve gente passando mal por causa do calor e não temos sequer uma assistência, sequer água ou alimentação”, disse Cláudia. Lideranças da FLM esperam poder negociar com vereadores uma forma de garantir um teto digno às famílias, mas segundo a coordenadora é possível que a solução saia apenas sexta-feira. 

O prédio ocupado pelas famílias pertence à HM Engenharia e foi comprado em 2008. De acordo com assessoria de imprensa da empresa, desde a compra do imóvel foi pedida à Prefeitura a permissão para obras no local – que será um empreendimento voltado para pessoas de baixa renda. Entretanto, a licença para a reforma ainda não foi expedida, razão pela qual o prédio ficara vazio.

Da redação, com agências

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=142334&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br