17/11/2010 12:00 am

SEDES E MUNICÍPIOS APRIMORAM SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS DE PROTEÇÃO BÁSICA

SEDES E MUNICÍPIOS APRIMORAM SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS DE PROTEÇÃO BÁSICA

Teve início na manhã desta terça-feira (16) a 1ª etapa da “Capacitação Estadual sobre Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais da Proteção Básica” promovida pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDES), no auditório da Visão e Perfil Eventos, na Avenida João Pessoa nº 435/Anil.

O Seminário acontecerá em três etapas, visando contribuir com o processo de capacitação dos recursos humanos que trabalham na implementação dos serviços socioassistenciais ofertados no âmbito da Proteção Social Básica nos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS), com a finalidade de qualificar o atendimento dos serviços, assim como, contribuir com as equipes municipais na construção de diretrizes gerais sobre esses serviços, além de estimular a intervenção social planejada que cria situações desafiadoras, também, orientar os usuários na construção e reconstrução de suas histórias na família, no território.

Municípios

Em todas as etapas, o público alvo é formado por técnicos dos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS), conselheiros estaduais, gestores municipais e técnicos estaduais da Política de Assistência Social, dos 217 municípios maranhenses.

Os municípios foram divididos em três grupos. Nessa etapa, o primeiro grupo é formado pelos municípios das Regiões da Baixada Maranhense, Chapada das Mesas, Ilha do Maranhão, Pré-Amazônia, Serras, Alpercatas, Alto Munin, Alto Turi, Baixo Balsas (São Felix de Balsas), Itapecuru e Baixo Munin.

Centralidade na família

O secretário de Desenvolvimento Social, Edmilson Santos informou que o contorno da atual Política Pública de Assistência Social na consolidação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) recoloca a centralidade na família numa perspectiva de matricialidade.

Para o secretário, a centralidade na família é de extrema importância. “Só assim conseguiremos fortalecer sua função protetiva, prevenir ruptura de seus vínculos e promover acesso e usufruto de direitos, contribuindo na melhoria da qualidade de vida”, explicou.A Sedes, como órgão gestor das Políticas Públicas de Assistência Social e Segurança Alimentar, no Maranhão, vai realizar a capacitação. O trabalho consiste na instrumentalizando das equipes técnicas dos municípios responsáveis pelos serviços socioassistenciais, organizado pela nova Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome/MDS

FONTE: http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=12695

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br