4/03/2011 12:00 am

SECRETÁRIOS VISITARÃO ÁREA ATINGIDA PELAS CHEIAS NA REGIÃO DO MEARIM

SECRETÁRIOS VISITARÃO ÁREA ATINGIDA PELAS CHEIAS NA REGIÃO DO MEARIM

O Governo do Estado, por meio do Comitê de Prevenção e Assistência às Populações Vítimas das Chuvas (CPAV), continua trabalhando no auxílio aos afetados pela enchente no Maranhão. Nesta sexta-feira (4), o secretário-chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, visitará as áreas alagadas na Região do Mearim, para acompanhar as providências já tomadas e conferir as necessidades da população de cidades como Trizidela do Vale e Pedreiras.

Luís Fernando Silva será acompanhado pelos secretários de Segurança Pública, Aluísio Mendes; e de Planejamento, Orçamento e Gestão, Fábio Gondim. “Os efeitos dramáticos das enchentes estão sendo minimizados pela ação imediata do Governo do Estado”, declarou o secretário-chefe da Casa Civil.

Saúde

Para evitar a transmissão de doenças nas áreas atingidas pelas enchentes do Rio Mearim, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) enviou, também nesta quinta-feira (3), técnicos das vigilâncias Epidemiológica, Sanitária e Ambiental.

A equipe fará um levantamento das necessidades de assistência e, com as autoridades locais, tomará providências para evitar epidemias como leptospirose, conjuntivite, entre outras, comuns em situação de enchentes. Uma das estratégias a serem utilizadas é a de orientar a população.

Sob a coordenação da Superintendência de Epidemiologia e Controle de Doenças, as estratégias de trabalho nas regiões afetadas pelas enchentes serão definidas por coordenadores de programas e técnicos do Centro de Informação Estratégica de Vigilância em Saúde (CIEVS) e Vigilância Ambiental.

A SES está disponibilizando, em caráter de urgência, 10 mil frascos de hipoclorito de sódio a 2,5% para a URS de Pedreiras, para a higienização da água e alimentos para consumo humano. Também serão disponibilizados inseticidas e medicamentos, entre outros insumos. Após os levantamentos, a equipe do CIEVS/SES vai preparar um plano de ação para todas as Unidades Regionais de Saúde atingidas pelas fortes chuvas no Maranhão.

Defesa Civil

A Defesa Civil Estadual, além do trabalho permanente em Trizidela do Vale e Pedreiras, onde a situação é mais preocupante no momento, esteve, nesta quinta-feira (3), em Marajá do Sena, Lagoa Grande, Igarapé Grande, Bernardo do Mearim, Coroatá, Peritoró e Bacabal.

“Estamos monitorando o nível dos rios num trabalho de prevenção para minimizar os prejuízos causados à população dessas cidades. Essa ação inclui capacitações de equipes de Defesa Civil Municipal, que passam a conhecer os procedimentos e estão aptas a coordenar as atividades nas próprias cidades, como aconteceu em Trizidela do Vale”, declarou o secretário Executivo do órgão, coronel Robério dos Santos, que desde a terça-feira (1) inspeciona os municípios.

De acordo com Robério dos Santos, o nível do rio Mearim baixou 70 cm na região de Pedreiras e Trizidela do Vale. Também choveu pouco na cabeceira nas últimas 24 horas. “A situação ainda é preocupante apesar desses dados positivos e continuamos em alerta”, assegurou.

Dados da Defesa Civil informam a situação é de alerta em Esperantinopólis, Lago da Pedra, Pedreiras, São Roberto e São Raimundo do Doca Bezerra. O município de São Luiz Gonzaga também foi atingido com a elevação do nível da água do Rio Mearim e em Imperatriz 12 famílias estão desalojadas pela elevação do Rio Tocantins.

 

FONTE: http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=14747

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br