3/12/2010 12:00 am

SAÚDE DISCUTE AÇÕES DE COMBATE À DENGUE EM REUNIÃO DE AVALIAÇÃO

SAÚDE DISCUTE AÇÕES DE COMBATE À DENGUE EM REUNIÃO DE AVALIAÇÃO

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) juntamente com as Unidades Regionais de Saúde do Maranhão (URS) e os 34 municípios prioritários para a Dengue deu inicio, nesta quinta-feira (2), no Praia Mar Hotel,  à Reunião Estadual de Avaliação do Controle da Dengue 2010. Nos dois dias de trabalho serão avaliadas as ações que vêm sendo implementadas pelo Governo do Estado este ano e discutidas medidas a serem executadas a fim de evitar que o Maranhão venha a ter epidemias da doença em 2011.

A reunião que se estende até esta sexta-feira (3), foi aberta pelo superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças da SES, Henrique Jorge dos Santos, com a participação da chefe do Departamento de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de São Luis, Maria Elza Lima, do coordenador Estadual do Programa de Controle da Dengue, José Batista Silva, do médico Infectologista e consultor da SES, Leônidas Lopes Braga  Júnior, e do gestor da Unidade Regional de Saúde de Pedreiras, Eduardo Matias –  representando todas as URS.

Questões como a Situação Epidemiológica da Dengue no Brasil e no Maranhão e ações de Controle Vetorial são pontos importantes da reunião, além da Integração da Vigilância em Saúde com a Atenção Básica, Plano de Contingência da Dengue e Organização dos Serviços de Vigilância e Assistência e o planejamento para o Controle da Dengue, entre outros.

O superintendente Henrique Jorge destacou a importância da participação popular, da articulação dos setores governamentais, sociedade civil e a atividade vetorial como ações eficazes de controle e prevenção de epidemias de dengue.

Ele disse que a dengue tem sido prioridade do governo, mas que para evitar o cenário apontado pela ferramenta Risco Dengue do Ministério da Saúde é fundamental a intensificação das ações de controle. “É necessário aperfeiçoar e melhorar a articulação nas diversas áreas da gestão pública e reforçar a estruturação dos serviços de combate ao mosquito transmissor, bem como a consolidar e implantar as diretrizes nacionais em todos os municípios”.

Avaliação – A nova avaliação nacional das informações sobre infestação por larvas do Aedes aegypti, mosquito que transmite a doença, divulgada pelo Ministério da Saúde no início de novembro, mostra o Maranhão entre os 10 estados brasileiros com risco muito alto de epidemia de dengue, para 2011, ao lado do Amazonas, Amapá, Ceará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Bahia e Rio de Janeiro.

A chefe do Departamento de Epidemiologia da SES, Maria da Graça Lírio Leite, apresentou o último Boletim Epidemiológico do Programa Estadual de Controle da Dengue em que o Maranhão teve um aumento de 52,9% de casos da dengue em relação a ano passado, com a notificação de 5.800 ocorrências até novembro deste ano. Em 2009 foram notificados 3.799 casos em todo o estado.

FONTE:http://www.ma.gov.br/agencia/noticia.php?Id=13112

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br