27/03/2012 12:00 am

Rio+20 pressionará países a novo padrão de desenvolvimento

Rio+20 pressionará países a novo padrão de desenvolvimento

 

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) poderá servir para pressionar os líderes mundiais a adotar novos compromissos com um padrão de desenvolvimento mais responsável. As declarações foram feitas pela presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), na abertura do 6º e último ciclo de palestras e debates preparatórios para a Conferência Rio+20, realizado na Câmara dos Deputados.

Ela afirmou que “precisamos fazer com que os líderes mundiais assumam sua responsabilidade”. Segundo ela, a realização da Rio+20 será fundamental para avaliar quais países vêm cumprindo os compromissos ambientais assumidos há 20 anos, na Eco 92.

 

Perpétua Almeida também chamou a atenção para as diferenças existentes entre os maiores índices de desenvolvimento humano (IDHs) do mundo e o compromisso com a sustentabilidade. “No Brasil, por exemplo, é exatamente na região Norte, onde temos a maior concentração de florestas, que se verificam os menores IDHs”, disse.

 

Agenda central

 

Também no seminário, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que o mundo precisa elevar o desenvolvimento sustentável ao mesmo patamar do desenvolvimento humano. “Há uma dificuldade muito grande de se encarar o desenvolvimento sustentável como prioridade, como a agenda central da política econômica”, alertou. “Não dá para continuar com o cenário de negócio pelo negócio, porque vamos piorar a escassez de recursos, a fome e o problema ambiental.”

 

A ministra defendeu o fortalecimento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) como forma de garantir um espaço maior para a pauta do desenvolvimento sustentável nos atuais modelos econômicos.

 

Izabella Teixeira ainda criticou a visão de curto prazo adotada pela grande maioria dos governantes em termos de desenvolvimento. “Temos que aprender a tomar decisões hoje que só terão resultados daqui a alguns anos”, disse.

 

A presidente em exercício da Câmara, deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), afirmou que a preocupação com o meio ambiente não é privilégio de um grupo seleto de pesquisadores e de parlamentares engajados. Rose destacou que essa não é uma pauta eleitoral, mas sim uma pauta permanente.

 

O seminário sobre a Rio+20 faz parte de um ciclo de palestras e debates preparatórios para a conferência, promovido pela Frente Parlamentar Ambientalista em conjunto com as comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Relações Exteriores e de Defesa Nacional.

 

De Brasília

Com Agência Câmara

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=179252&id_secao=1

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br