15/12/2011 12:00 am

Reunião tenta evitar greve no setor aéreo

Reunião tenta evitar greve no setor aéreo

MARIANA BARBOSA

DE SÃO PAULO

O Ministério Público do Trabalho agendou uma reunião de conciliação com trabalhadores e empresas aéreas em Brasília.

A reunião, marcada para a próxima segunda-feira às 15 horas, foi pedida pelos sindicatos de aeronautas (pilotos e comissários) e aeroviários (trabalhadores em terra) ligados à central Força Sindical. Participam as empresas e sindicatos ligados à Força e também à CUT (Central Única dos Trabalhadores).

“Vamos tentar conseguir avanço no processo de negociação sem a necessidade de greve”, disse Ricardo Pereira, coordenador de liberdade sindical do MPT. “A greve está anunciada, mas ainda não foi formalizada.”

Sindicatos ligados à CUT aprovaram “indicativo de greve” e nesta sexta os sindicatos devem realizar assembleia para homologar ou não a greve. Os sindicatos ameaçam cruzar os braços por 24 horas no dia 22.

Pereira lembra que por se tratar de uma atividade essencial, se não houver acordo e os sindicatos confirmarem a greve, será preciso preservar um porcentual mínimo de prestação de serviço.

O percentual é decidido pela Justiça.

Em outra frente, a Fentac (Federação Nacional dos Trabalhadores na Aviação Civil), ligada à CUT, reuniu-se hoje com as as empresas aéreas no Rio de Janeiro.

A reunião acabou há pouco mas não houve uma decisão. A Fentac pede reajustes de até 14%, enquanto as empresas aéreas oferecem 3%, abaixo da inflação medida pelo INPC, de 6,18%.

Amanhã é a vez da Força Sindical se reunir com as empresas aéreas.

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1021881-reuniao-tenta-evitar-greve-no-setor-aereo.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br