Quem somos

O Observatório de Políticas Públicas e Lutas Sociais-OPPLS é um espaço multidisciplinar de pesquisa, documentação, informação, análise crítica e debate sobre políticas públicas e lutas sociais, destacando os processos concretos do Estado brasileiro e as especificidades do Maranhão, no âmbito das relações nacionais e internacionais considerando, em particular, o contexto do Nordeste e da Amazônia. Como grupo de pesquisa e extensão com base nos Departamentos Acadêmicos que lhe derem sustentação (Serviço Social, Economia, Sociologia e Antropologia, Educação são fundadores) vincula-se ao Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas, funcionando no âmbito do Núcleo de Pesquisa e Políticas Públicas – NUPP.

Nesta perspectiva, o observatório conta com os seguintes instrumentos básicos de organização e divulgação de informações: 1) Banco de dados sobre as políticas sociais públicas, destacando o orçamento e o financiamento (estes referenciados na política de endividamento público), os processos participativos e as lutas sociais. Os dados serão reunidos no banco, mediante levantamentos sistemáticos sobre as respostas do Estado e as lutas sociais em relação às necessidades e movimentos em torno das políticas públicas, considerando, em particular, o contexto regional do Nordeste e da Amazônia, no âmbito das relações nacionais e internacionais, bem como reunindo e articulando resultados dos estudos feitos pelos grupos de pesquisas e das Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado, vinculados ao Programa. 2) Sistema de divulgação de informação e debate, constituído por: Página Web; Boletim eletrônico, Rede de articulação e debate de grupos temáticos; meios de comunicação do estado, destacadamente, os existentes na UFMA, como o Portal UFMA, a TV UFMA e a Rádio Universitária; 3) Seminários temáticos.

Estes mecanismos, associados à formação de recursos humanos, envolvendo recém-doutores, estudantes de pós-graduação e de graduação em iniciação científica e a produção intelectual do grupo, dão a dimensão dos impactos esperados e previstos em nível de ensino, pesquisa e extensão.

Membros fundadores

  1. Profa. Dra. Adelaide Coutinho, Departamento de Educação
  2. Prof. Dr. Benjamin Alvino de Mesquita,
  3. Profa. Dra. Joana Aparecida Coutinho, Departamento de Sociologia e Antropologia
  4. Prof. Dr. José Menezes Gomes, Departamento de Economia
  5. Prof. Dr. José de Ribamar Sá Silva, Departamento de Economia
  6. Profa. Dra. Josefa Batista Lopes, Departamento de Serviço Social

A experiência dos observatórios temáticos difunde-se em vários países, desde a década de 90, nas diferentes áreas da prática social como mecanismo de acompanhamento sistemático e análise dos processos que (re)configuram as áreas temáticas de interesses. Podemos citar a iniciativa do Observatório da Mundialização, coordenado por François Chesnais  sob a motivação dos processos de expansão do capital a partir do final da década de 80 do século passado.

O Observatório da Mundialização expressa a necessidade de um acompanhamento sistemático do movimento das profundas transformações ocorridas a partir das três últimas décadas do século XX que mobilizaram os intelectuais em torno da chamada “globalização”. Ele foi o mais importante intelectual que se insurgiu contra a força ideológica da globalização como categoria, usada nos fundamentos da análise do movimento de mundialização do capital (Chesnais,1996); mostrou que não se tratava de um fenômeno que surge naquele momento histórico na medida em que a mundialização é inerente ao capitalismo.. Assim, sua perspectiva do observatório é colocada no sentido da investigação atenta e aberta para captar o movimento do capitalismo nesse novo momento de sua expansão mundial; e, neste sentido, embora a possibilidade da “rede” que nutre e fundamenta grande parte dos observatórios esteja presente, ela é apenas um elemento de uma estratégia e uma ferramenta de trabalho, amplamente beneficiada pela tecnologia da internet.

No Brasil tem se destacado o Observatório da Imprensa, Revista semanal de crítica da mídia, (www.observatorio.ultimosegundo.ig.com.br) mas são muitas e diversificadas as experiências e temas de Observatórios.

É, portanto, como mecanismo de investigação pensada como processo necessário ao pensamento crítico de transformação da realidade, que o Observatório de Políticas Públicas e Lutas Sociais se constitui e se funda do ponto de vista teórico e metodológico.

Vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, o OBSERVATÓRIO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E LUTAS SOCIAIS constitui-se na perspectiva de contribuir para a ampliação dos mecanismos de registros de dados, acompanhamento sistemático e análise crítica das políticas públicas, destacando as demandas do Estado brasileiro e as particularidades do Maranhão, no âmbito das relações nacionais e internacionais em particular, o contexto do Nordeste e da Amazônia.

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br