27/04/2012 12:00 am

Protesto estudantil termina com 69 presos no Chile

Protesto estudantil termina com 69 presos no Chile

 

Nesta quarta-feira (25), um novo protesto estudantil em Santiago do Chile para exigir uma educação pública, gratuita e de qualidade, terminou com 69 pessoas detidas após confronto com a polícia chilena. Os manifestantes protestam contra a proposta apresentada pelo presidente Sebastián Piñera. De acordo com a Prensa Latina, cerca de 100 mil pessoas participaram do ato.

O mandatário anunciou, no mesmo dia, que a partir da reforma tributária, o governo investirá mais em educação e assegurará o acesso de maior número de estudantes ao ensino superior. Com as mudanças em estudo, 60% dos estudantes seriam beneficiados devido ao bom desempenho na sua vida escolar, enquanto 90% teriam condições de aderir a créditos educativos destinados aos universitários.

Os estudantes, no entanto, entendem que a proposta do governo transfere a gestão dos créditos e bolsas, para entrar no ensino superior, dos bancos privados para o Estado, “uma medida que consideram insuficiente para conseguir uma educação pública, gratuita e de qualidade”.

 

Com informações de agências

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=181874&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br