20/06/2012 12:00 am

Protesto de ONGs ocupa principal avenida do centro do Rio

Protesto de ONGs ocupa principal avenida do centro do Rio

LUCAS VETTORAZZO
DO RIO

Diversos grupos da sociedade civil aproveitaram o calendário da Rio+20 para protestar na avenida Rio Branco, principal via do centro do Rio.

Ambientalistas, servidores públicos, estudantes e feministas participam da marcha que ocupa, pelo menos, dez quarteirões da avenida.

Polícia Militar informou que de 15 a 20 mil pessoas participaram da marcha. Do alto dos carros de som, os manifestantes, no entanto, comemoram a adesão de 50 mil pessoas. Até o momento não houve registro de tumultos.

Os manifestantes se organizaram na Cúpula dos Povos, evento paralelo à Rio+20.

A maior parte das palavras de ordem é contra a presidente da República, Dilma Rousseff e o seu veto parcial ao Código Florestal.

A chamada “anistia aos desmatadores” é o principal ponto de revolta dos ativistas ambientais presentes à marcha. “O Código Florestal cria um perigoso prescendente para que se continue o desmatamento das florestas brasileiras”, afirmou Sérgio Leitão, diretor de campanha do Greenpeace.

Placas carregadas por manifestantes traziam os dizeres: “Dilma, fantoche dos ruralistas”.

Diversos grupos de ambientalistas latino-americanos estão presente à marcha. Estudantes e servidores públicos federais pedem com palavras de ordem que o governo federal “dê mais valor à educação”. Eles defendem a greve que já dura mais de um mês nas universidades federais do Brasil. Uma de suas principais reinvidicações é o direcionamento de 10% do PIB para a educação.

“O governo diz que está ampliando o acesso à educação mas faz isso sem qualquer critério ou qualidade. Estão colocando 200 alunos dentro de uma sala porque faltam professores, afirma Yan Oliveira, estudante do curso de História da Universidade Federal Fluminense.

Na ala das feministas, representantes da marcha das Mulheres gritam palavras de ordem contra o Vaticano. Elas dizem que o aborto, por exemplo, acontece no mundo inteiro independente da Igreja Católica.

http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/1107724-protesto-de-ongs-ocupa-principal-avenida-do-centro-do-rio.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br