16/03/2012 12:00 am

Professores realizam grande ato em Porto Alegre

Professores realizam grande ato em Porto Alegre

 

Um grande ato em Porto Alegre (RS), na tarde desta sexta-feira (16), marcou o último dia da greve nacional dos professores. Cerca de dois mil policiais civis, que também marcaram uma passeata para o mesmo dia, se juntaram à categoria na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, no centro da capital gaúcha. Jornais locais estimam que cerca de dois mil professores foram reunidos no protesto.

De lá, os educadores partiram em direção ao prédio da Companhia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul (Procergs), na Praça dos Açorianos, para uma reunião com o chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, e o secretário da Educação, José Clóvis de Azevedo.

 

A categoria reivindica a implementação do piso nacional, de R$ 1.451, e a não alteração do plano de carreira. Atualmente, o salário básico no estado é de R$ 791, por 40 horas semanais.

 

Investigadores

 

Segundo Isaac Ortiz, presidente do Sindicato dos Escrivães, Investigadores e Inspetores de Polícia do Estado (Ugeirm), a passeata tinha como objetivo entregar um documento com as reivindicações da classe ao governo estadual. O sindicato pede que o salário total do início de carreira atinja R$ 8,3 mil até 2018, enquanto o governo acena com R$ 4,8 mil.

 

“Nós estamos solicitando o mesmo tratamento destinado aos delegados. Pedimos a verticalização da tabela de reajuste, e entendemos como desrespeito o não acolhimento da nossa proposta. Assim, prosseguiremos com a Operação Cumpra-se a Lei”, afirmou Ortiz.

 

Com agências

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=178390&id_secao=8

 

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br