14/04/2010 12:00 am

PROFESSORES PROTESTAM EM FRENTE À PREFEITURA DE SÃO LUIS

PROFESSORES PROTESTAM EM FRENTE À PREFEITURA DE SÃO LUIS
Centenas de professores da rede municipal protestaram em frente à prefeitura de São Luis em defesa da Campanha Salarial 2010. Na proposta da pauta de reivindicação estão 15 itens que o sindicato tenta negociar com a prefeitura sem sucesso. Além do reajuste de salário, os educadores reclamam das péssimas condições de trabalho e da estrutura física de várias escolas sem as mínimas condições de funcionamento.
A manifestação teve início às 8:30 h, 14/04, em frente ao palácio La Ravardiere, Praça D.Pedro II, sede do poder administrativo da cidade, e transcorreu até às 12:00 h. Diretores do SINDEDUCAÇÃO usaram a palavra defendendo os direitos dos profissionais do magistério ao som de “apitaços” intensos dos professores presentes que protestavam contra o prefeito João Castelo.
Durante a paralisação, vários professores fizeram graves denúncias sobre escolas da rede municipal que até hoje não iniciaram as aulas. Outras denúncias dizem respeito à falta de professores de diversas disciplinas, assim como a falta de material escolar básico para funcionamento das escolas como giz, material de expediente e de higiene. “É um verdadeiro caos”, disse Nilton Santos, pai de aluno, que estava presente dando apoio ao movimento dos professores.
“A culpa por esta paralisação é exclusivamente devido à falta de compromisso desta gestão com a educação pública. Fizemos de tudo em busca de uma solução pacífica, mas a prefeitura não quis assim. Estamos anunciando a vários dias pela imprensa em geral esta paralisação, mas a secretária de educação não quis buscar o entendimento. Então estamos aqui defendendo o que é de direito dos professores de São Luis, disse a profª Lindalva Batista, presidente do SINDEDUCAÇÃO.
Ao final da manifestação, os professores fizeram uma plenária e decidiram que o segundo dia da paralisação (15/04) terá como concentração a Praça Deodoro com ato público e posterior caminhada até a sede da prefeitura.
Período da tarde
Os professores lotaram as dependências da sede do SINDEDUCAÇÃO no bairro da COHAB fazendo o registro de suas assinaturas e discutindo os encaminhamentos da paralisação. As assinaturas podem ser feitas também nos locais das manifestações. Até o momento desta edição o sindicato ainda não tinha recebido nenhuma sinalização por parte da prefeitura de São Luis no sentido de buscar a negociação.

FONTE: http://www.sindeducacao.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=111&Itemid=28

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br