5/09/2012 12:00 am

Professores paraguaios farão greve nacional

Professores paraguaios farão greve nacional

 

Grêmios de professores e sindicatos que representam a milhares de trabalhadores do setor realizarão uma mobilização nacional e greve por tempo indefinido, paralisando o sistema educacional paraguaio, pela falta de resposta do governo para suas demandas.

O anúncio foi feito pelo secretário geral da União Nacional dos Educadores, Eladio Benítez representando 11 organizações, após decidirem que a próxima semana será cenário de uma grande assembleia e marchas dos professores.

 

Eles pedem que o governo equipare o salário de 16 mil docentes que recebem menos do que o salário mínimo vigente e o pagamento dos salários de acordo com o piso atual e criticaram ao governo pela falta de resposta para essas necessidades.

 

“Tínhamos solicitado pagamento por insalubridade, por tempo de trabalho e por qualificação acadêmica, nenhum desses itens são considerados apesar de que não estamos pedindo nenhum aumento salarial, mas que se cumpra com a lei”, ressaltou o dirigente.

 

Os docentes haviam dado um prazo para obter as repostas, que já venceu sem que tenham possibilidades de aceitação governamental de suas demandas, inclusive depois da aprovação do Orçamento Nacional para 2013, que não contemplam aumento de salário.

 

Benítez propôs que na próximo dia 13 de setembro se realize uma mobilização nacional, precedida no dia anterior, por uma assembleia destinada a resolver o inicio da greve geral indefinida em todo o país.

 

A importância do setor docente e seu grande número de integrantes outorga especial transcendência para este protesto por coincidir nas datas com uma similar dos trabalhadores do Ministério da Fazenda a nível nacional se não forem cumpridas suas demandas salariais.

 

Fonte: Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=193006&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br