13/07/2012 12:00 am

Professores em greve serão recebidos pelo governo nesta sexta

Professores em greve serão recebidos pelo governo nesta sexta

 

Representantes de professores em greve das instituições federais de ensino serão recebidos na tarde de hoje (13), às 15h, pelo secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça. A categoria, em greve desde o dia 17 de maio, tem reivindicado mais diálogo com o governo para a negociação.

 

 

“Do jeito que o governo tem se comportado, não dá para prever como será a conversa. Esperamos que eles [governo] apresentem de fato uma proposta concreta. A responsabilidade está nas mãos deles”, disse a presidenta da Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes), Marina Barbosa.

 

A categoria exige que o governo federal assuma sua responsabilidade na educação. Mesmo com o ofício do agendamento da reunião em mãos, os sindicalistas se mostram “incrédulos” com uma possível solução.

 

O encontro dá continuidade a reabertura de diálogo, na quarta-feira (11), quando professores e servidores das instituições federais de ensino foram recebidos no Palácio do Planalto pelo secretário executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Sottili, e pelo assessor especial José Lopes Feijó.

 

A paralisação, que já é uma das maiores da categoria, atinge 56 das 59 universidades federais, além de 34 institutos federais de educação tecnológica. Muitos estudantes também se juntaram ao movimento, em solidariedade aos docentes. Os professores reivindicam reestruturação da carreira e melhores condições de infraestrutura nas instituições.

 

A reestruturação reivindicada é simples em 13 níveis, com variação de 5% de valor. Atualmente, a progressão salarial é dividida em níveis e subníveis considerados de entendimento pouco claro, o que torna difícil a ascensão do profissional ao topo da carreira.

 

A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), que também representa os servidores, decidiu, no início desta semana, solicitar uma audiência, para os próximos dias, com o ministro da educação, Aloizio Mercadante e com a ministra do planejamento Miriam Belchior. Os reitores querem buscar celeridade na negociação entre governo e os sindicatos dos trabalhadores.

 

A direção da Andifes já havia apresentado ao ministro Mercadante e ao secretário Amaro Lins, da Secretaria de Educação Superior (Sesu), nos dias 3 e 4 de julho, considerações sobre a falta de interlocução objetiva entre o governo e os docentes e técnico-administrativos para resolução da greve.

 

Com Agência Brasil

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=188444&id_secao=8

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br