2/08/2010 12:00 am

PRESIDENTE NACIONAL DO INCRA SE REÚNE COM MST EM PE

PRESIDENTE NACIONAL DO INCRA SE REÚNE COM MST EM PE

Da Página do MST

O presidente nacional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Rolf Hackbart, viajou para Recife na última sexta-feira (30) para se reunir com dirigentes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Pernambuco.

Segundo o MST, já não havia mais possibilidade de negociação com os dois superintendentes do Incra em Pernambuco, portanto, a vinda do presidente nacional do órgão era a condição para que os cerca de 800 trabalhadores Sem Terra que se encontravam acampados na sede do Incra
no Recife desde o último dia 25, desocupassem o prédio.

A reunião aconteceu na Secretaria de Agricultura do Estado de Pernambuco. Além de Rolf e dos dirigentes do MST, participaram da reunião os dois superintendentes do Incra no Estado, funcionários do Incra de Brasília e Pernambuco, o Secretário de Agricultura do Estado, Ranilson Ramos, e funcionários do Instituto de Terras de Pernambuco, Iterpe

Os principais pontos discutidos na reunião foram: a situação da assistência técnica para os assentamentos do estado; a liberação de recursos para vistorias de áreas e a situação do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária, Pronera, que está parado.

“A questão da assistência técnica é um dos maiores descasos do Incra aqui em Pernambuco. Há quase três anos os assentamentos do Estado estão sem assistência técnica”, disse Jaime Amorim, da Direção do MST. “Gostaria de entender como o Incra pensa construir um projeto
sustentável de Reforma Agrária sem assistência técnica para que os assentamentos possam produzir e se desenvolver”.

O presidente do Incra concordou que a situação da Reforma Agrária em Pernambuco está caótica. “Pernambuco é uma prioridade para nós, pois a situação aqui está um caos. É inaceitável que não avancemos no Pronera e na assistência técnica no Estado”.

Rolf garantiu ainda recurso para que as duas superintendências do Incra em Pernambuco possam cumprir suas metas de vistoria. Durante a Jornada Nacional de Lutas, em abril desse ano, os superintendentes se comprometeram com o MST em vistoriar 67 imóveis até agosto. Até o momento nenhuma vistoria foi feita e eles alegam que não há recurso para as vistorias. “Já estão disponíveis R$ 100 mil para cada superintendência e ainda há a possibilidade de mais recurso. Só depende das superintendências”, garantiu Rolf.

Durante a reunião foi assinado um termo de cooperação técnica entre o Incra e o Governo do Estado. Esse termo permitirá que a autarquia federal e o governo estadual trabalhem juntos no sentido de avançar a Reforma Agrária no Estado. “O Governo do Estado está pronto para
contribuir com técnicos e recursos humanos e materiais”, disse o Secretario de Agricultura Ranilson Ramos.

FONTE: http://www.mst.org.br/node/10340

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br