6/11/2012 12:00 am

Pós-graduandos realizam tuitaço em defesa da pesquisa nacional

Pós-graduandos realizam tuitaço em defesa da pesquisa nacional

 

A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), juntamente com o conjunto de pós-graduandos e respectivas associações (APGs) de todo o país, promoverá um tuitaço nesta quarta-feira (7), a partir das 13 hoars, com a hashtag #PLdosposgraduandos, uma referência à formulação de um projeto de lei que defina uma política para a pesquisa nacional.

 

 

A ação faz parte da Semana Nacional de Mobilização pelo PL dos Pós – Graduandos e pelo Reajuste das Bolsas de Pesquisa. A data foi definida pela entidade como “Dia D” da mobilização.

 

Além de manter a bandeira do reajuste imediato das bolsas de pesquisa, a ANPG destaca a formulação do PL e solicita que para além de atividades de rua, as APG’s e pós-graduandos organizem-se e debatam o conteúdo do mesmo no sentido de contribuir para a opinião da entidade acerca do mecanismo a ser proposto. O destaque para um projeto de lei sinaliza um amadurecimento da campanha de bolsas da ANPG no sentido de lutar pela garantia de um mecanismo permanente de valorização.

 

Para a mobilização estão sendo convocados pós-graduandos de todo o país, organizados em suas universidades, atividades descentralizadas para debater a política permanente de valorização e o reajuste de 40% nas bolsas de pesquisa.

 

Ainda na quarta, nas agendas de atividades constam reuniões, debates, manifestações de rua e panfletagens em diversas universidades, além da militância nas redes sociais.

 

Abaixo-assinado

 

O abaixo-assinado pela valorização das bolsas de pesquisa, lançado em fevereiro de 2011, foi retomado. O documento já possui cerca de 50 mil assinaturas. Mas para que tenha efetiva validade é preciso mais. Nesta semana de mobilização, a meta é alcançar a marca de 10 mil adesões. Acesse aqui e divulgue o abaixo-assinado.

 

Memória

 

Há dois anos os pós-graduandos do País vêm pautando a importância da valorização das bolsas de pesquisa em um país que almeja uma posição de maior destaque na geopolítica mundial. A produção de pesquisas conectadas com as grandes questões nacionais e ao mesmo tempo livres, criativas, inovadoras, depende de investimento material e valorização social.

 

Foram mais de quatro anos desde que o governo federal efetivou o último aumento nas bolsas. O reajuste de 40% reivindicados pelos estudantes foi calculado com base no período de contingenciamento e inflação acumulada.

 

Neste período, a ANPG protagonizou diversas atividades e campanhas, angariando algumas conquistas. A Campanha de Bolsa, que convocou a paralisação da pós-graduação no Brasil em Março de 2011, repercutiu positivamente, e estudantes de norte a sul do Brasil entraram na onda #minhabolsanaoaumentou, impulsionado o anúncio em maio deste ano, na cena do Congresso da ANPG do reajuste de 20% nas bolsas de pesquisa, sendo 10% implementados a partir de agosto e 10% a ser implementados no início de 2013. Todavia, a mobilização perdura, uma vez que não temos garantido um mecanismo permanente de reajuste.

 

Com informações da ANPG

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=198262&id_secao=10

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br