6/10/2011 12:00 am

Porto Rico discutirá independência política em relação aos EUA

O governador de porto-riquenho, Luis Fortuño, anunciou, na terça (4), a realização de uma consulta popular em agosto de 2012 para perguntar se os cidadãos querem ou não se tornar independentes com relação aos Estados Unidos. Também serão consultados sobre a redução do tamanho da Assembleia Legislativa.

Fortuño disse que, para cortar os custos, as consultas serão realizadas no mesmo dia. Na seção de status político será perguntado se as pessoas querem ou não modificar a atual dependência da ilha da nação estadunidense, que se mantém por meio do chamado Estado Livre Associado, como esclareceu uma nota da Rádio do Sul.

Entrave ao desenvolvimento

Se a população rechaçar uma mudança no status atual, não haverá outro referendo, mas, se a maioria dos porto- riquenhos apoiarem uma mudança será realizada uma segunda consulta em novembro de 2012, no mesmo dia das eleições gerais para eleger os governadores.

Fortuño observou que nessa segunda consulta, a população poderá eleger entre as opções de independência, anexação, a condição de Estado federal dos Estados Unidos, ou a livre associação soberana.

O governador pontuou que o informe do Grupo de Trabalho da Casa Branca sobre Porto Rico, emitido em março passado, diz, em sua página 26 que a condição política atual da ilha é a de um território dos Estados Unidos, sujeito à cláusula territorial da Constituição federal.

“Isso quer dizer que não temos os poderes necessários para progredir, nem os que teríamos se fossemos um Estado, nem os que teríamos se fossemos uma república, seja totalmente independente, ou em uma relação de livre associação soberana”, ressaltou Fortuño.

Status atual

Porto Rico realizou várias consultas sobre o status do país: em 1967, 1993 e 1998, com o resultado de uma rejeição à opção de se converter em um novo estado dos Estados Unidos.

Porto Rico é território estadunidense desde o final da guerra com a Espanha em 1898 e, durante mais de meio século, é considerado um Estado Livre Associado, que recebe fundos do Governo federal, mas não paga impostos federais.

Fonte: Agência Venezuelana de Notícias

 

FONTE: http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=165651&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br