22/11/2010 12:00 am

POPULAÇÃO É OBRIGADA A PAGAR PELA COLETA DE LIXO EM SÃO LUÍS

POPULAÇÃO É OBRIGADA A PAGAR PELA COLETA DE LIXO EM SÃO LUÍS

SÃO LUÍS – Sem ação da Prefeitura, moradores de São Luís continuam custeando com recursos próprios a prestação de serviços públicos. Dessa vez, é a coleta de lixo nos bairros São Raimundo, Cidade Operária e Jardim América que não é realizada há pelo menos duas semanas e, para diminuir o acúmulo de sujeira na porta das casas, moradores estão pagando carroceiros para recolher o lixo.

Nas principais ruas dos três bairros, é possível ver, na porta da maioria das casas ou na base de postes de energia elétrica, muitos sacos de lixo acumulados. As lixeiras nas calçadas das residências estão lotadas. Segundo os moradores, há duas semanas, o lixo deixou de ser recolhido pela empresa de limpeza pública, passando a se acumular nas residências. Sem opção, os moradores depositam os sacos de lixo nas calçadas.

No São Raimundo, em apenas um trecho da Avenida Principal, é possível contar pelo menos 10 montes de sacos de lixo acumulados apenas em um dos lados da via. Nas ruas internas a situação é pior. A moradora da Rua 5 Cleia Santos disse que, nos últimos meses, tem sido constante a interrupção do serviço de limpeza no bairro. “Mas dessa vez o período foi maior”, complementou.

Moradores da Rua 17 e adjacências estão pagando carroceiros para recolher o lixo das casas e depositá-lo em lixões ou terrenos baldios. “Cada morador está pagando R$ 10,00 por dia aos carroceiros para não deixar acumular o lixo em nossas portas”, informou Luziane Santos.

Situação semelhante vive os moradores do Jardim América. Por dia, cada um paga R$ 5,00 para carroceiros. As ruas em pior situação são a 18D, 27 e 35, pois os animais rasgam os sacos de lixo, espalhando-os pelo bairro, causando mau-cheiro e atraindo ratos, baratas, mosquitos, entre outras pragas.

João Damasceno, morador da Janaína, tem lucrado com o acúmulo de lixo no Jardim América. Ele, que vive da venda de garrafas Pet e papelão, passa o dia pelas ruas do bairro recolhendo materiais recicláveis.

Na Cidade Operária, o ponto de maior concentração de lixo acumulado é a Avenida Este, na Unidade 103. Ao longo de toda a via, o lixo se acumula e, em determinados trechos, atrapalha o tráfego de veículos.

Fonte : iMirante

FONTE: http://www.tribunadomaranhao.com.br/noticia/populacao-e-obrigada-a-pagar-pela-coleta-de-lixo-em-sao-luis-8124.html

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br