1/03/2012 12:00 am

Perdão da dívida grega não é 'evento de crédito', diz associação

Perdão da dívida grega não é ‘evento de crédito’, diz associação

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Um órgão de referência para o mercado financeiro mundial forneceu uma avaliação positiva para a proposta grega de reestruturação da dívida pública, que prevê o perdão de até 70% do montante total em mãos de credores privados.

Conforme um relatório divulgado nesta quinta-feira, o ISDA (Associação Internacional de Swaps e Derivados) avalia que o perdão da dívida grega não é um “evento de crédito”, em outras palavras, que não constitui uma espécie de calote, já que deve ser feito de maneira “voluntária”.

Esse órgão já se pronunciou da mesma forma em outubro do ano passado, quando começaram as discussões em torno de um possível perdão da dívida grega.

Em termos práticos, o que a avaliação da ISDA significa é que a reestruturação, que deve ocorrer ao longo deste mês, não deve desencadear o pagamento de contratos de seguro sobre risco de crédito –instrumentos financeiros conhecidos pela sigla “CDS”.

Investidores detêm US$ 3,25 bilhões desses contratos somente para se proteger contra um eventual calote da Grécia.

A avaliação da ISDA, aprovada por unanimidade em um comitê de 15 integrantes, foi elaborada em resposta a questionamentos de uma parcela desses segurados.

Os integrantes do comitê da ISDA reconheceram que a reestruturação da dívida grega ainda está em processo e que a questão deve ser retomada mais adiante.

Caso a ISDA reconheça em algum momento que a reestruturação é, na verdade, um calote, o pagamento desses contratos poderia detonar um curto-circuito financeiro na Europa, embora alguns analistas avaliem que essa possibilidade ainda seja reduzida.

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1055646-perdao-da-divida-grega-nao-e-evento-de-credito-diz-associacao.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br