10/11/2010 12:00 am

PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO RECEBERAM US$ 307 BILHÕES EM REMESSAS

PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO RECEBERAM US$ 307 BILHÕES EM REMESSAS

Quantia equivale a cerca de 70% de todo o dinheiro enviado à casa por migrantes em todo o mundo; os maiores destinos das remessas foram Índia, China, México, Filipinas e Polônia.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

 

 

 

O Banco Mundial acaba de lançar a segunda edição do livro “Migração e Remessas 2011”. A obra reúne dados adicionais de 71 países, incluindo resultados de censos recentes, pesquisas sobre mão-de-obra e outros detalhes.

O livro revela que mais de 215 milhões de pessoas vivem fora de seus países de origem. O destino número um dos migrantes são os Estados Unidos, seguidos por Rússia, Alemanha, Arábia Saudita e Canadá.

Receptores

Em 2009, os migrantes enviaram à casa mais de US$ 414 bilhões, equivalentes a R$ 691 bilhões. Cerca de 70% deste dinheiro foram mandados para os países em desenvolvimento.

No topo da lista de receptores se encontram: Índia, China, México, Filipinas e Polônia.

De acordo com a pesquisa do Banco Mundial, os Estados Unidos registraram o maior número de migrantes nos últimos cinco anos apesar da crise financeira global.

Corredor

O chamado corredor entre Estados Unidos e México ainda é considerado a maior área de migração do mundo com cerca de 11,6 milhões de pessoas em 2010.

O livro do Banco Mundial revela que países menores têm a tendência de ter migrantes com melhores níveis de formação técnica e acadêmica.

Os países ricos continuam sendo a maior fonte de geração de remessas. Somente dos Estados Unidos, em 2008, foram enviados US$ 46 bilhões.

Este ano, refugiados e candidatos a asilo totalizam mais de 16 milhões de migrantes internacionais.

FONTE: http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/detail/187405.html

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br