18/12/2012 12:00 am

No Egito, oposição protesta contra referendo constitucional

No Egito, oposição protesta contra referendo constitucional

 

A oposição do Egito prepara nesta terça (18) manifestações em todo o país em protesto à implementação do novo texto da Constituição. No próximo dia 22 ocorre o segundo turno das votações do referendo que definirá o conjunto de normas. Analistas políticos dão como certa a aprovação. Para segmentos da sociedade egípcia e a oposição, o texto não representa os anseios da população.

 

A oposição quer pressionar hoje para impedir o segundo turno do referendo, assim como apelar para a instalação de uma nova Assembleia Constituinte. Se isso ocorrer, será a renúncia parcial dos poderes do presidente egípcio, Mouhamed Mursi.

 

No último dia 15, houve o primeiro turno das votações do referendo que obteve 56% dos votos favoráveis à implementação do novo texto constitucional. As votações ocorreram em clima de tranquilidade, segundo agências internacionais, mas a oposição faz campanha na internet em favor das manifestações.

 

Os críticos ao texto argumentam que os religiosos islâmicos conseguiram impor artigos que vão prejudicar os direitos das mulheres, das crianças e das minorias. Segundo os críticos, é o caminho para a islamização do Egito, assim como ocorre em alguns países do Golfo Pérsico.

 

O governo do presidente do Egito, Mouhamed Mursi, favorável ao novo texto da Constituição, enfrenta uma série de manifestações contrárias. A tensão atingiu a cúpula do governo. O procurador-geral da República, Talaat Ibrahim Abdullah – recém-nomeado para substituir Abdel Magid Mahmud – pediu demissão ontem (17).

 

Fonte: Agência Brasil

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=201624&id_secao=9

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br