7/03/2012 12:00 am

Mulheres da América Latina comemoram 8 de Março

Mulheres da América Latina comemoram 8 de Março

 

 No próximo dia 8 de março, celebra-se o Dia Internacional da Mulher. A data lembra a luta das mulheres pela garantia de seus direitos e reforça que ainda há muito que se conquistar. Para marcar o 8 de março deste ano, organizações de diversos países da América Latina preparam atividades referentes à questão.

 

 Na Região de Arica y Parinacota, no Chile, a celebração acontece nesta quarta-feira (7) – véspera do Dia Internacional da Mulher. O Governo Regional reunirá artistas nacionais e locais no Parque Vicuña Mackenna para realizar uma apresentação artística em homenagem às mulheres.

 

A Vice-Reitoria de Extensão da Universidade do Chile prepara um painel de conversa sobre o tema Corpo e poder: violências simbólicas, violências políticas. O evento está marcado para ocorrer na quinta-feira (8) na Aula Magna da Faculdade de Economia e Negócios (FEN). A atividade contará com a participação de algumas mulheres que se destacam no país, como as líderes estudantis Camila Vallejo e Daniela Isla; a economista Carla Lehmann; a ex-ministra da Saúde María Soledad Barría e outras.

 

No México, integrantes de PEN (Promoção da Literatura, Defesa da Liberdade de Expressão) convocam a população a lembrar as escritoras assassinadas e desaparecidas no país e pedir investigação e justiça para os casos. A organização pede que as pessoas coloquem, no dia 8 de março, avisos de morte na imprensa nacional e local e enviem mensagens às autoridades mexicanas demandando fim à impunidade e exigindo investigações dos casos de assassinatos e desaparecimentos de escritores/as no país.

 

De acordo com comunicado divulgado por PEN, desde 2006, 45 jornalistas, escritores/as e blogueiros/as foram mortos/as ou desapareceram no México. “Cinco dos nove escritores mexicanos assassinados em 2011 foram mulheres; seus homicídios foram especialmente selvagens”, destaca a organização.

 

Na Colômbia, a data será lembrada com debates. Na quinta-feira (8), no marco da Segunda Mostra Internacional de Cinema e Formação dos Direitos Humanos das Pessoas Migrantes (Cinemigrante), acontecerá o diálogo Mulheres, conflito e cultura: o impacto da guerra na vida das mulheres colombianas. O evento, que acontecerá no auditório Teresa Cuervo Borda do Museu Nacional da Colômbia, ainda exibirá o filme Mamá Chocó, dirigido por Diana Cuellar.

 

Na Argentina, a cidade de Crespo, localizada no departamento de Paraná, celebrará o Dia Internacional da Mulher com atividades culturais durante os próximos dias 7, 8 e 9 de março. Exposições, apresentações de peças teatrais, mostras fotográficas e debates sobre direitos das mulheres, violência de gênero, saúde e mulheres protagonistas na economia e na política são apenas algumas das atividades programadas para ocorrer em diversos pontos da cidade.

 

Na sexta-feira (9), integrantes da Federação Departamental de Trabalhadores de Cusco (FDTC) e da Federação Peruana de Jovens se reunirão na sede da FDTC, no Peru, para uma conversa e videoconferência sobre o papel da mulher na luta social.

 

De Brasília

Com agências

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=177370&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br