8/06/2009 12:00 am

MST ocupa Incra da Bahia em defesa da educação no campo

MST ocupa Incra da Bahia em defesa da educação no campo

08/06/2009

Cerca de 200 estudantes ligados a movimentos sociais do campo, como o
MST e o Ceta – Movimento de Trabalhadores Assentados Acampados e
Quilombolas, encontram-se acampados na Superintendência Regional do
Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em
Salvador.

A ocupação, prevista para acontecer durante três dias, faz parte de uma
mobilização nacional em defesa da educação e do Programa Nacional de
Educação na Reforma Agrária (Pronera), que tem recebido ataques de
setores conservadores e tem sua continuidade ameaçada por profundos
cortes de verbas. Este ano, o corte previsto no orçamento é de 62%, o
que corresponde a mais de R$ 40 milhões.

Com 10 anos de existência, o Pronera tem como principal objetivo o
fortalecimento da educação nas áreas de Reforma Agrária, estimulando,
propondo, criando, desenvolvendo e coordenando projetos educacionais,
utilizando metodologias voltadas para as especificidades do campo,
tendo em vista contribuir para a promoção do desenvolvimento
sustentável. Entre 1998 e 2006, o programa promoveu acesso à
escolarização e formação para 370.164 jovens e adultos assentados e
capacitou 1.016 profissionais egressos dos cursos de Ciências Agrárias
para atuar na assistência técnica, social e ambiental junto aos
assentamentos de Reforma Agrária e Agricultura Familiar.

Atualmente, mais de 60 mil jovens e adultos das áreas de Reforma
Agrária participam dos Cursos do Pronera em diversos níveis, sendo:
Educação de Jovens e Adultos – 28.574 trabalhadores em 23
projetos/convênios; Nível Médio Técnico – 2.874 trabalhadores em 65
projetos/convênios e Nível Superior – 5.194 trabalhadores em 36
projetos/convênios, envolvendo parceria com mais de 30 universidades
públicas, além de CEFET´s, Escolas Família-Agrícola, Institutos de
Educação e Secretarias Estaduais e Municipais de Educação.

Dentre os estudantes envolvidos na mobilização, encontram-se educandos
dos cursos de Pedagogia da Terra, Agronomia e Magistério. Haverão mesas
redondas e aulas regulares, conforme programação a seguir.

PROGRAMAÇÃO

Dia 08/06/09

Manhã – MESA: “Em defesa do PRONERA e pela afirmação de uma Política Pública de Educação na Reforma Agrária”

Prof. Miguel Arroyo – Educação, um direito social e universal – PRONERA a garantia desse direito
Prof. Ivone Prado – O nascedouro do PRONERA na Bahia
Prof. Antônio Dias – O PRONERA: a construção de uma Política Pública pelos Movimentos Sociais
Prof. Antônio Câmara – A ação da mídia e a criminalização do PRONERA
Prof. Guiomar Germane – A territorialidade na ação do PRONERA e dos Movimentos Sociais
Prof. Paulo Torres – A legitimidade do PRONERA X a legalidade instituída

Tarde – aulas das respectivas disciplinas dos cursos.

Dia 09/06/09

Manhã – Das 9 às 10hs – “A questão racial e a Lei nº 11.465/08” – Prof. Jorge Portugal
Das 10 às 12hs aulas das respectivas disciplinas dos cursos.
Tarde – Das 8 às 12hs – aulas das respectivas disciplinas dos cursos.
Noite – Filme

Dia 10/06/09

Manhã – Das 9 às 11hs – MESA: “Todos pelo PRONERA. Uma trajetória de parcerias na Bahia”

Superintendente do INCRA – BA Luis Gugé
Reitor da UNEB
Reitor da UFBA
Reitor da UESB
Reitor da UEFS
Reitor da UESC
Secretaria da Educação
Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate a Pobreza
Secretaria da Agricultura

Tarde – Das 14 às 16hs aulas das respectivas disciplinas dos cursos.

17hs Encerramento

Noite – Retorno

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br