8/07/2010 12:00 am

MST INAUGURA QUARTA ESCOLA DE AGROECOLOGIA NO PARANÁ

MST INAUGURA QUARTA ESCOLA DE AGROECOLOGIA NO PARANÁ

 

No próximo sábado (10/7), o MST realiza ato de inauguração da quarta Escola de Agroecologia do Paraná, a Escola Milton Santos, localizada na estrada velha para Paiçandu, na área rural de Maringá, região Norte do estado.

A Escola Milton Santos oferece cursos de nível médio e pós-médio de Técnicos em Agropecuária com ênfase em Agroecologia para filhos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, do MST e de outros movimentos sociais.

Além de formar profissionais qualificados para trabalhar com a agricultura camponesa, nos assentamentos e comunidades rurais, preservando o meio ambiente, a escola também se tornou um centro de experiência em agroecologia. O espaço funciona em parceria com o Instituto Técnico Federal do Paraná, que certifica os educandos.

O integrante da coordenação da escola e membro da direção nacional do MST, Armelindo da Maia, ressaltou que o Movimento se orgulha da construção pedagógica de mais esta escola. “É uma ferramenta importante para fazer o debate na área da agroecologia. Ainda temos alguns limites no campo das práticas agroecológicas, mas as nossas escolas têm uma função importantíssima nesse debate, contribuindo de forma concreta na implantação da matriz tecnológica na agricultura camponesa”, argumenta.

Ciclo de palestras

Como parte das atividades de inauguração, de quarta-feira até sábado, o Núcleo de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, o Departamento de Teoria e Prática da Educação da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e a Escola Milton Santos promovem um “Ciclo de Debates sobre Educação e Movimentos Sociais”.

A primeira conferência foi ontem (7/7), às 19h30, com o debate sobre “Universidade e Movimentos Sociais: desafios do momento histórico”, com a presença do membro da coordenação nacional do MST, filósofo e poeta, Ademar Bogo.

Na sexta-feira (9/7), às 19h30, está prevista a conferência sobre “O Brasil no contexto mundial: desafios e perspectivas para o século XXI”, com a presença do integrante da coordenação nacional do MST e da Via Campesina Brasil, João Pedro Stedile, no auditório do PDE, da UEM. E para fechar, no sábado (10/7), às 8h, ocorre debate “Sobre a Educação e a Reforma Agrária”, com a participação de João Pedro Stedile e o professor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Luiz Carlos Freitas, na Escola Milton Santos. Em seguida, será realizado o Ato Político de inauguração, com a presença de autoridades, parceiros, educadores, educandos e amigos.

Funcionamento escola

Na Escola Milton Santos, os cursos funcionam por etapas, em regime de alternância, entre tempo-escola e tempo-comunidade, com cerca de 60 dias cada, ou seja, os educandos permanecem dois meses na escola aprendendo a teoria, depois retornam às suas comunidades de origem, para aplicar os conhecimentos adquiridos na prática.

A construção da escola teve início em junho de 2002. O prédio estava totalmente degradado: eram ruínas de um projeto de indústria de cerâmica que nunca funcionou e servia como depósito de lixo e espaço de prostituição. Em oito anos de funcionamento, 82 educandos e educandas já se formaram no espaço. A primeira turma, chamada Karl Marx, se formou em 2005. No momento, está em andamento a terceira turma, com cerca de 40 educandos.

A escola está instalada em uma área de 72 hectares. O espaço recebeu recursos do governo estadual, que está possibilitando a conclusão da construção de cinco salas de aula, biblioteca, laboratório de informática, um laboratório químico e físico, auditório, alojamento e refeitório. Além de espaços de produção com cultivos de horta, gado leiteiro, pequenos animais e experiências com agroflorestas. Parte da produção leiteira e de verduras é destinada para o abastecimento da escola e o restante está sendo vendido em mercados da região e diretamente para a comunidade, a domicílio e na própria escola.

FONTE: http://www.mst.org.br/node/10234

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br