17/11/2010 12:00 am

MOVIMENTOS ANTI-NATO FRISAM QUE TÊM OBJECTIVOS PACÍFICOS

MOVIMENTOS ANTI-NATO FRISAM QUE TÊM OBJECTIVOS PACÍFICOS

Vários movimentos anti-Nato estão empenhados em mobilizar simpatizantes para as manifestações a propósito da Cimeira da Aliança Atlântica e repetem que têm objectivos pacíficos.

Ana Silva, da Plataforma Anti-Guerra Anti-Nato, fez questão de dizer que as acções de protesto previstas para o final da semana têm objectivos pacíficos, seguindo os exemplos de Ghandi ou Luther King.

Esta quinta-feira, pelas 18:30 horas, em frente à estação de comboios do Rossio, «durante três minutos, todas as pessoas que se juntarem a esta forma de manifestação» vão simular um «bombardeamento num país qualquer ocupado» atirando-se para o chão, exemplificou.

Esta iniciativa, que não tem autorização do Governo Civil de Lisboa, visa chamar a atenção para os «danos colaterais na indústria da guerra» de uma forma «simples» e «simbólica», acrescentou.

Demarcando-se desta acção, os organizadores da campanha “Paz sim! Nato não!” apostam tudo na manifestação que têm marcada para sábado nos Restauradores.

Filipe Ferreira, um dos promotores, espera ver reunidas milhares de pessoas de todo o país e lamenta que se fale sobretudo dos grupos desordeiros que poderão sair à rua.

«Tem havido um ligar excessivo de casos de violência às pessoas que simplesmente querem usar o seu direito à manifestação, defender a paz e denunciar a Nato enquanto entidade agressiva», denunciou.

Filipe Ferreira não acredita que exista um risco elevado de infiltração de grupos violentos nestes protestos.

A Cimeira da Nato realiza-se no Parque das Nações, em Lisboa, nos dias 19 e 20 de Novembro.

FONTE: http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=1712808

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br