20/07/2010 12:00 am

MINISTÉRIO PÚBLICO QUESTIONA CHOQUE DE ORDEM JUNTO À SEDH

MINISTÉRIO PÚBLICO QUESTIONA CHOQUE DE ORDEM JUNTO À SEDH

O Ministério Público do Rio de Janeiro enviou na quinta-feira (15/7) um ofício para a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República para denunciar a violência da Operação Choque de Ordem, executada pela Prefeitura do Rio de Janeiro, contra a população em situação de rua e pedir providências que resolvam a questão.

A operação é uma política do prefeito Eduardo Paes, iniciada em 2009 e executada pela Secretaria Especial da Ordem Pública. A justificatica da sua implementação é o combate à informalidade. Assim algumas das linhas de ação são as seguintes: combate aos camelôs, reboque de carros estacionados de forma irregular, demolição de construções irregulares, as propostas de construção de muros em favelas e a retirada de moradores de rua.

O Movimento Nacional da População de Rua denuncia a intensificação da violência contra os que vivem nas ruas do Rio de Janeiro após a implementação da operação. O articulador do Movimento Nacional da População de Rua no Rio de Janeiro, Marcelo Silva, afirma que a população de rua vem sofrendo verdadeiros sequestros. “Os agentes tiram as pessoas das ruas à força e levam para a Ilha do Governador, onde não tem mais vagas em albergue. Ou levam para o Abrigo de Paciência, onde tem mais de 300 pessos com todo o tipo de problema, inclusive mental, que não são moradoras de rua”, denuncia.

O articulador deposita confiança na ação do Ministério Público. “Esperamos que com o MP do nosso lado as coisas venham a melhorar pois não queremos mais ser tratados como lixo humano”, desabafa.

FONTE: http://www.piratininga.org.br/

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br