27/12/2011 12:00 am

Milhares protestam na Síria durante visita de observadores árabes

Milhares protestam na Síria durante visita de observadores árabes

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Quase 30 mil pessoas participam nesta terça-feira de uma manifestação contra o regime sírio em Jalidiya, um dos bairros insurgentes da cidade de Homs, informou a organização OSDH (Observatório Sírio dos Direitos Humanos, ligado aos opositores).

Homs, cidade-berço dos protestos no país que começaram em meados de março, está recebendo a visita de observadores da Liga Árabe, que se reuniram com o governador da província de mesmo nome, segundo informou a TV local Dunia.

Os monitores estão em uma missão na Síria para acompanhar a aplicação, por parte do governo, de um plano de paz que visa encerrar a violenta repressão de nove meses contra manifestantes contrários ao regime do ditador Bashar Assad.

A manifestação desta terça-feira foi organizada por militantes para “denunciar os crimes do regime” de Bashar Assad contra a população, informou o OSDH, com sede em Londres.

Muitos manifestantes procedentes dos bairros de Hamra e Al Qusur seguiram para o local dos protestos. Outra manifestação foi organizada depois das orações do meio-dia no bairro rebelde de Bab Dreib, assim como no bairro de Jab al Jandali.

“A delegação de observadores entrou no bairro de Baba Amro acompanhada por pessoas do governo, mas não se reuniu com moradores do bairro”, afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

“No bairro de Kafar Aya, perto de Baba Amro, os agentes de segurança abriram fogo contra os habitantes que participavam de funerais”, completou.

GASODUTO

Também nesta terça-feira, a agência oficial Sana anunciou que um “grupo terrorista armado” sabotou um gasoduto na província de Homs, nas proximidades de Al Rastan.

Não foi informado até o momento se houve vítimas no ataque.

“Um vazamento de 150 mil metros cúbicos de gás ocorreu neste gasoduto que abastece a central elétrica de Mharde”, informou a agência.

Este mesmo gasoduto foi alvo de uma operação terrorista em 12 de dezembro.

MISSÃO DA LIGA ÁRABE

A equipe que de observadores da Liga Árabe que chegou na segunda-feira à Síria se soma à primeira delegação, que chegou na quinta-feira (22).

O objetivo da missão é acompanhar no local o cumprimento dos pontos do acordo proposto pela Liga para encerrar a crise que atinge o país desde meados de março, quando começaram os protestos contra o ditador Bashar Assad e a repressão das forças governamentais contra os manifestantes.

O plano para acabar com a crise na Síria prevê o fim da violência, a libertação dos presos políticos, a saída do Exército das cidades e a livre circulação no país para os observadores internacionais e a imprensa.

Desde que assinou o acordo com a Liga, em 2 de novembro, o regime de Assad tem sido acusado de intensificar a repressão aos opositores.

Segundo a ONU, mais de 5.000 pessoas já morreram no país desde o início das revoltas. O regime, por sua vez, afirma que a violência é responsabilidade de “grupos armados” que tentam espalhar o caos no país e alega que os confrontos já mataram 2.000 soldados.

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1026667-milhares-protestam-na-siria-durante-visita-de-observadores-arabes.shtml

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br