25/01/2011 12:00 am

MILHARES NAS RUAS DE LÍBANO CONTRA O HEZBOLLAH

MILHARES NAS RUAS DE LÍBANO CONTRA O HEZBOLLAH

Milhares de pessoas saíram às ruas no Líbano, para demonstrarem o seu apoio ao primeiro-ministro em exercício Saad Hariri, antes da esperada nomeação para este cargo de Najib Mikati, um milionário apoiado pelo poderoso movimento xiita do Hezbollah.

As forças de segurança reforçaram a sua presença na região de Tripoli, a grande cidade do norte do Líbano e bastião sunita onde a maioria das escolas e lojas estão fechadas.

Simpatizantes de Saad Hariri, filho do ex-primeiro-ministro assassinado em 2005, Rafiq Hariri, chegaram a pé, de carro e em autocarros à praça central de Tripoli, onde muitos queimaram a foto de Mikati e gritaram palavras de ordem contra o Hezbollah. 

Saad Hariri já veio entretanto lançar um apelo à calma e pediu aos manifestantes que não recorram à violência. “Vamos defender juntos a soberania do Líbano”, prometeu numa comunicação na televisão ao vivo. “Vocês são responsáveis pela segurança do Líbano apesar da vossa cólera. Percebo a vossa raiva, mas devemos deixar à democracia o expressar das nossas opiniões.” 

Em Beirute, os manifestantes queimaram pneus e bloquearam várias ruas, em protestos que também foram seguidos de perto pelo exército. Aos gritos denunciaram “o golpe de estado” do Hezbollah e a meio da manhã a AFP deu conta de uma viatura da televisão Al-Jazira incendiada pelos manifestantes.

Os xiitas do Hezbollah são acusados pelos sunitas de quererem impor a sua vontade ao Líbano, que está mergulhado numa grave crise política ligada à acta de acusação do tribunal da ONU sobre a morte de Rafiq Hariri.

Sem reconhecer autoridade a este tribunal e sabendo que na acta de acusação (que permanece confidencial) o Hezbollah vai ser directamente implicado na morte de Hariri-pai, o movimento xiita provocou a queda do governo de Hariri-filho no dia 12 de Janeiro.

Ontem a maioria dos deputados do parlamento libanês apoiou Najib Mikati (65 entre 128 já declaram o seu apoio ao milionário, segundo a AFP).

Segundo o sistema confessional de partilha de poder no Líbano, o posto de primeiro-ministro está reservado à comunidade muçlamana sunita. Mikati é sunita originário de Tripoli mas Hariri é sem dúvida o líder mais popular desta comunidade.

FONTE: http://www.publico.pt/Mundo/milhares-nas-ruas-de-libano-contra-o-hezbollah_1476983

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br