28/09/2012 12:00 am

México: Reforma trabalhista deixará milhões desempregados

México: Reforma trabalhista deixará milhões desempregados

 

 Deputados do Partido da Revolução Democrática advertiram que a reforma trabalhista que se discute no México gerará, pelo menos, oito milhões de jovens desempregados que, ao serem contratados, enfrentarão condições de exploração e baixos salários.

 

A iniciativa do presidente Felipe Calderón enviada para o Congresso da União está sendo debatida desde a última segunda-feira (24) e terá que ser avaliada até o próximo domingo (30).

 

De acordo com a deputada Crystal Tovar, os jovens são os principais afetados com a reforma, ela citou cifras do Instituto Mexicano da Juventude segundo as quais, entre 38 e 40 mil jovens não encontram uma fonte de ingresso, uma das maiores taxas dos últimos anos.

 

Em coletiva de imprensa, a deputada assegurou que a legalização da subcontratação se opôes ao artigo terceiro da Lei Federal do Trabalho vigente, a Constituição e aos princípios gerais dos tratados internacionais do país.

 

“A reforma é uma mostra do menosprezo dos governos panistas e priistas para os direitos fundamentais dos trabalhadores e o direito de conseguir um emprego digno bem remunerado”, sentenciou.

 

Na opinião dela, a iniciativa do Partido Revolucionário Institucional (PRI) e Ação Nacional é “um retrocesso de quase 100 anos da legislação trabalhista onde não existiam prestações nem estabilidade”.

 

A medida será votada nesta sexta-feira (28), enquanto continuam os protestos em volta do Palácio Legislativo de San Lázaro.

 

Fonte: Prensa Latina

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=194953&id_secao=7

CONTATOS

facebook.com/observatorio

(98) 99999-9999

observatoriopoliticaspublicaslutasociais@yahoo.com.br